Entrevista a Sandra Carvalho – Escritora Portuguesa

Hoje tenho mais uma escritora portuguesa para vos apresentar!Autora da Saga das Pedras Mágicas, editada pela Presença, e já detentora de um grande sucesso e carinho por parte do público, chega até vós a entrevista da Sandra Carvalho!Sempre super simpática e humilde, foi um prazer conversar com esta autora que soube reconhecer o trabalho que tenho feito. Deixo-vos aqui parte de um mail que recebi dela que me deixou super contente e que me fez ver que este tipo de trabalho consegue ser imensamente gratificante:

Visitei o teu blogue e DEVO dar-te os PARABÉNS, porque estás a fazer um EXCELENTE trabalho – tanto na exposição da tua sensibilidade e inspiração, como na divulgação de uma cultura que merece profunda reflexão, como na promoção de livros e autores (e como é de louvar a tua iniciativa de apresentar os jovens autores portugueses!!!). Imagino que também não deve ser fácil conciliar a actualização de um trabalho que exige tanta pesquisa e dedicação com as tuas outras actividades. Continua, que os teus fãs agradecem J!

Passemos agora à sua excelente entrevista:
Sobre mim:
Sou uma sonhadora. Vivo com a cabeça nas nuvens… mas os pés estão bem assentes na terra. Sou fruto de um pescador e de uma contadora de histórias, e tive a sorte de crescer entre a praia de Sesimbra e a Serra da Arrábida. A minha cabeça estava sempre enterrada em livros. Devorava-os com sofreguidão. Comecei a escrever por volta dos onze anos, só para a família e os amigos. Por prazer. Por paixão. Por necessidade também. Para mim, a escrita é tão essencial como a comida e o sono. No entanto, nunca tive a ambição assumida de publicar. Até costumo dizer que esse era o sonho que eu não me atrevia a sonhar. Das dezenas de histórias que fui imaginando e construindo ao longo dos anos, a Saga das Pedras Mágicas foi aquela que acabou por me prender de corpo e alma. Quando o meu marido terminou de ler o manuscrito que deu origem aos livros “A Última Feiticeira” e “O Guerreiro Lobo” começou a pressionar-me para que o enviasse para uma editora. Recusei-me a fazê-lo. Achava que o mundo podia acabar no dia em que um profissional se pronunciasse sobre o meu trabalho. Pelo menos, o meu mundo! Após dois anos a bater-se contra a minha teimosia, o meu marido enfiou o manuscrito num envelope e entregou-o ao juízo da Editorial Presença. E foi assim, desta maneira improvável e um pouco louca, que esta aventura fantástica começou.
Estilo e Ritmo de Escrita:
Escrevo com o coração. Esqueço tudo o que me rodeia. Saio da minha pele, piso os cenários e visto a pele das personagens. Isso torna-as complexas, humanas, reais… É cansativo, mas divertido. E extremamente compensador porque, assim como dou por mim a rir, a chorar, a indignar-me e a maravilhar-me quando mergulho no universo da Saga, também o leitor sente essas emoções ao entrar na história. Dedico-me à escrita sempre que posso. Não me falta inspiração… Falta-me tempo para lhe dar vida! Mas sem angústias. Um passo de cada vez.

Influências:
Nós somos o produto das experiências que já vivemos e dos conhecimentos que assimilámos nesse percurso. No fim, tudo o que eu vi, ouvi, li, sonhei e senti ao longo da vida acaba por me definir como pessoa e manifestar-se, quer seja de forma explícita ou velada, no mundo que estou a criar. Sempre que me perguntam qual a minha autora preferida, respondo: Marion Zimmer Bradley. Porquê? Tinha treze anos quando li as Brumas de Avalon pela primeira vez e fiquei fascinada pelo modo como a autora dava voz às personagens femininas, num universo dominado por heróis masculinos. Tentei fazer o mesmo com a Saga. Gosto de pensar que consegui.

O livro que mais gostou de escrever e porquê:
A Saga das Pedras Mágicas é uma única história, contada por três gerações de mulheres ao longo de sete livros. É impossível dizer qual deles me deu maior satisfação a compor ou indicar um favorito, pois todos fazem parte de mim. Esta aventura cresceu comigo e acompanha-me a cada passo. Apenas costumo destacar os dois primeiros volumes porque resultaram daquilo que, a gracejar, chamo a “idade da inocência”. Escrevi-os sem quaisquer pretensões… Jamais me passou pela cabeça que, um dia, haveriam de chegar às mãos de alguém que eu não conhecia. Isso torna-os especiais, pois são os responsáveis pela realização do meu sonho.

O que nos espera no futuro:
Tenho projectos guardados que só precisam de um pouco de reflexão. Aventuras extraordinárias. Histórias de amor e amizade. O Fantástico concede-me liberdade criativa para explorar outros géneros literários que também me encantam. As possibilidades são inesgotáveis! Além disso, recebo muitos pedidos de leitores para, no futuro, regressar às histórias secundárias que enriquecem a Saga e explorá-las em profundidade. Eventualmente acabarei por fazê-lo, pois, apesar de algumas personagens terem seguido rumos que as distanciaram da intriga das pedras mágicas, continuam a clamar pela minha atenção. Enquanto os meus leitores me apoiarem e acarinharem, não me faltarão forças para escrever.
Dicas e Conselhos a jovens que querem ser escritores:
Leiam não só aquilo que à primeira vista vos atrai, mas um pouco de todos os géneros, para expandirem horizontes e aguçarem o espírito crítico. Devorem conhecimento dentro das mais variadíssimas áreas, porque é verdade que este não ocupa espaço. Pesquisem sobre as matérias que vos interessam e amadureçam as ideias antes de queimarem as pestanas em frente do computador. Questionem ao escrever: o que é que eu posso fazer para melhorar o meu trabalho? E, principalmente, descubram se a vossa escolha é um acto de paixão. Porque só uma grande paixão compensa todos os sacrifícios pessoais, sociais e profissionais que a escrita impõe! Por fim, estendam as asas, dêem o derradeiro passo e lancem-se a voar. A experiência ensinou-me que as críticas não nos matam. Pelo contrário, ajudam-nos a crescer; tornam-nos mais fortes, mais batalhadores. Não há que ter medo de arriscar, de lutar pelos nossos sonhos… Retirem satisfação da vida, quer seja a escrever ou a fazer outra coisa qualquer. Nada mais importa, além da felicidade.

Deixo-vos agora os livros lanaçados até agora da Sandra Carvalho:
A Última Feiticeira

Sinopse:O fantástico épico está novamente de parabéns com mais uma estreia literária de uma autora portuguesa que a Presença propõe ao seu público. Em A Saga das Pedras Mágicas os heróis, diz-nos Sandra Carvalho, têm uma profunda ligação à Natureza e aos Elementos, são apaixonados pela Vida e inteiramente determinados na sua coragem. A acção passa-se num tempo em que os sábios Druidas se recolhiam nas florestas para perpetuarem o Conhecimento que em eras passadas lhes fora transmitido pelos Seres Mágicos. O berço da heroína desta história, Catelyn, e dos seus cinco irmãos varões, situa-se na Grande Ilha, cada vez mais fustigada pelos ataques dos Viquingues. Os senhores locais formaram uma Aliança para os repelirem, consolidando essa política através de casamentos combinados entre os herdeiros das grandes famílias. Depois de uma infância paradisíaca, Catelyn cresce num mundo cada vez mais violento, assistindo impotente às manipulações da maldosa Myrna, a protegida do homem com quem o pai de Catelyn destinou casá-la.

O Guerreiro Lobo

Sinopse:Na sequência dos dramáticos acontecimentos que encerram o primeiro volume desta saga, A Última Feiticeira, Catelyn é levada com os seus captores para a Terra Antiga. Aí, a jovem feiticeira descobre os fios que entretecem o seu próprio destino com o daqueles que agora a acolhem. Descobre igualmente que aquele viquingue que a salvou de uma morte certa é alguém que ela já tinha vislumbrado em intrigantes visões. Throst, filho de Thorgrim, é agora o seu senhor. Mas os segredos do Universo, guardados no topo da Montanha Sagrada são indiferentes aos desígnios humanos. Catelyn anseia por apoiar as mãos na Pedra do Tempo e encontrar a solução para os enigmas que a atormentam, assim como por prosseguir a sua aprendizagem da Arte Superior. Quando o sangue derramado no mar clama por vingança, a heroína enfrenta a mais difícil das decisões: regressar à Grande Ilha, para derrotar Gwendalin e salvar o seu povo, ou permanecer na Terra Antiga, livrar o Guerreiro-Lobo da maldição que o condena, e ajudá-lo na sua grande missão?

Lágrimas do Sol e da Lua

Sinopse:No coração da Floresta Sombria, Aesa, rainha do povo vândalo e mestra da Arte Obscura, engendra um plano para se apoderar das sete pedras mágicas da Feiticeira Aranwen. Entretanto, na Ilha dos Sonhos, Catelyn e Throst, o Guerreiro-Lobo, preparam as suas filhas Edwina, Thora e Freya para assumirem os seus próprios destinos. Edwina, a primogénita, aceita tornar-se Guardiã da Lágrima do Sol e aguarda o chamamento da Pedra do Tempo. Do outro lado do mundo, Sigarr, irmão de Aesa, treina Edwin para tentar concretizar a profecia que dita que o filho varão do Rei da Lua e da Rainha do Sol terá o poder de fundir a Arte Obscura e a Arte Luminosa para atingir o conhecimento absoluto. Alcançará ele o seu propósito ou ainda haverá esperança de libertar a Lágrima da Lua?

O Círculo do Medo

Sinopse:No último volume Edwina assistiu ao desaparecimento do seu amado Edwin nas águas profundas do oceano. Na sombra, os mestres da Arte Obscura conspiram: não desistem de se assenhorear das Pedras Mágicas da feiticeira Aranwen. Julgando Edwin morto, Edwina, a Rainha do Sol, desposa Ivarr, e todos esperam dela um herdeiro que perpetue a linhagem dos reis vinquingues. Mas será que mistérios ainda ocultos virão alterar o rumo dos acontecimentos? Poderão, como profetizado, as essências do Sol e da Lua fundirem-se numa só, para darem origem a um Conhecimento superior, como o de um deus? Serão os nossos heróis capazes de superar todas as provas que lhes estão reservadas?

Os Três Reinos

Sinopse:Neste quinto volume de A Saga das Pedras Mágicas, as sombras da morte e da guerra alastraram sobre o Norte do Mundo e Thora, a loba prateada, desespera ao saber do destino das suas irmãs. Freya encontra-se prisioneira de Aesa, a rainha feiticeira do povo vândalo, enquanto Edwina, a Guardiã da Lágrima do Sol, foi mortalmente ferida. Será que desta vez nem Edwin, o Guardião da Lágrima da Lua, conseguirá resgatar a sua amada? Do Império, a sul, chegam rumores de que aquele que traz consigo o propósito de lançar sobre a Terra a escuridão eterna já encarnou o Homem. Que esperança restará aos defensores do Bem, quando até as pedras mágicas da feiticeira Aranwen estão agora nas mãos do inimigo? Estará a profecia dos Três Reinos condenada a perder-se nesta luta caótica sem jamais se concretizar?

A Sacerdotisa dos Penhascos

Sinopse:Os Guardiães das Lágrimas do Sol e da Lua vivem finalmente em plena união. Dos seus amores nasceram Halvard e Kelda, os gémeos sobre quem pairam profecias grandiosas e temíveis. Halvard está nas mãos de Sigarr, o Mestre da Arte Obscura, que espera treiná-lo para ser o Guardião do Conhecimento Absoluto, e usar o imenso poder deste em seu proveito. Kelda, luta por cumprir os desígnios da Pedra do Tempo e salvar a sua própria alma, resgatar Halvard e levar a cabo a missão que herdou da sua avó Catelyn. Este é o sexto volume de uma das séries fantásticas mais acarinhadas pelos leitores portugueses, A Saga das Pedras Mágicas.

Site da Autora
Facebook

Muito Obrigado pelo teu carinho Sandra!

Espero que gostem =)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
13 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio Ventura
Fábio Ventura
10 anos atrás

Gostei bastante da entrevista. Achei bastante interessante todo o percurso de humildade e seu amor pelas histórias. Infelizmente, ainda não tive oportunidade de ler nenhum livro da Sandra, mas tenho um grande respeito por ela pelo que já conseguiu alcançar. Penso que é um dos motivos de orgulho da literatura nacional e uj modelo para jovens autores como eu.

Morrighan
Morrighan
10 anos atrás

Ela é mesmo espectacular!

Eu ainda só li o primeiro, mas graças a uma promoção que a presença fez aqui há uns meses, já tenho até ao quarto.
Se não até lá, nas férias leio de certeza os que tiver dela 🙂

Sara Inês
Sara Inês
10 anos atrás

Antes de mais, parabéns pela iniciativa 🙂

Adorei ler a entrevista com a Sandra, ela parece ser muito simpática.

Eu já li todos os livros da Saga, e digo-te: Estou MORTINHA para que saia o próximo! O final do último livro deixou-me a pulga atrás da orelha!!!

Anónimo
Anónimo
10 anos atrás

Olá Morrighan,

Tal como o Filipe Faria, tambem acompanho esta saga, embora ainda não tenha lido o ultimo volume.

Tive a sorte de conhecer a Sandra Carvalho na Feira do livro de Lisboa (todos os anos a vejo com o Filipe Faria) e de facto é alem de uma excelente escritora uma pessoa muito interessante e simpática.

Gosto muito da saga, embora o inicio fique um pouco marcado com a semelhança a Sevenwaters da Juliet Marrilier, e fico contente que a Sandra tenha projectos para continuar a escrever.

Estarei atento ao seu trabalho e já agora espero conseguir comprar o livro na Feira do livro de Lisboa deste ano e traze-lo autografado.

Obrigado mais uma vez por partilhares esta entrevista.

FIACHA

Morrighan
Morrighan
10 anos atrás

Sara e Fiacha, muito obrigado pelo vosso apoio 🙂

***

Soraia Lobos
Soraia Lobos
10 anos atrás

Olá,

também gostei muito da entrevista e transcrevi para o meu blog, com a seguinte fonte.
=D

optimo trabalho!!!

sou fan de sandra carvalho há 4 anos xP

Espero ansiosamente pelo proximo livro!!!!!!!!
Continuação de um optimo trabalho com o teu blog!!! *.*

beijinhos,
A autora do blog:
mundosandracarvalho.blogspot.com

Soraia Viegas.

Soraia Lobos
Soraia Lobos
10 anos atrás

…e já agora, axo melhor pores moderação dos comentários, nunca se sabe quando um engraçadinho pode comentar parvoices nos blogues como comentário, e ser publicado automáticamente.

É o que eu aconselho.

Beijos*

ps: se kiseres responder por favor, faz como comentario no meu, é k venho poucas vezes a net, e é so mesmo pra e.mail e actualizar o blog.

Rosa Vermelha
Rosa Vermelha
8 anos atrás

Adorei a entrevista, pois esta é uma das minhas autoras preferidas e adorei a saga!
Concordo plenamente com a Sandra quando diz que quando nos entregamos a algo devemos fazê-lo de corpo e alma e com gosto pelo que fazemos.
Bem haja!

Morrighan
Morrighan
8 anos atrás

A Sandra é sem dúvida uma grande senhora 🙂

Rosa Vermelha
Rosa Vermelha
8 anos atrás

O teu trabalho também tem sido notável. Há já algum tempo que sigo o blog, não não porque adoro ler, sobretudo literatura fantástica, mas também por ter uma inclinação mais pagã que outra coisa.

Morrighan
Morrighan
8 anos atrás

Rosa, muito obrigada pelas simpáticas palavras. Fico muito contente que gostes de visitar o meu cantinho 🙂

beijinhos

Unknown
Unknown
7 anos atrás

Eu tenho a colecção toda (excepto este que foi lançado) e sou viciadona na saga! adorei todos os livros e já os li vezes sem conta. Vale a pena ler! Preciso urgentemente do último!!!

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

O último já anda por aí :))

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!