Música: “Se um dia não houver luar” pela TUIST

“Se um dia não houver luar, vou à tua porta pedir a razão Perguntar num beijo, pela luz que já nâo vejo, pelos olhos a falar do coração E se me disseres que o olhar nunca foi o espelho da tua paixão, Agradeço à lua, por trazer verdade tua, fecho olhos, vou p’ra lá do teu clarão.

Seguirei no chão, pegadas já marcadas pela dor. Sofrimento de alguém que provou do teu amor. Ardo no caminho em saudade de te amar. Faço dela um novo luar.

 

Assim, Volto de novo aqui Aos braços de um olhar que enfrenta o enredo num desprezo par. Ai, quanto me doi esse abraçar.

E mesmo assim, eu estou de novo aqui,pronto a recomeçar. Pronto p’ra partir e depois voltar, Se um dia não houver luar.”

(Ver e ouvir: http://tuist.ist.utl.pt/sentir/video.php?video_id=8)

[É o que dá ainda estar no IST a esta hora! A TUIST está a ensaiar =P]

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mariana Malhão
Mariana Malhão
10 anos atrás

Sempre admirei as Tunas, principalmente porque, mesmo com tanto trabalho académico, conseguem arranjar tempo para ensaiar estas maravilhas.
Gostei do vídeo, mas principalmente da letra. É muito bonita 😉
Deve ter sido inspiradora para ti, não? 🙂

Ana
Ana
10 anos atrás

Lindo (: Não conhecia a música nem a Tuna e ainda bem que aqui passei hoje. Como sou muito agarrada à Canção de Coimbra, tunas de Lisboa conheço pouco ou nada e foi muito bom visitar hoje o teu blog e ficar a conhecer esta letra e música tão bonitas. Keep up 😉

Vc
Vc
10 anos atrás

Não conhecia. Mas fiquei a gostar muito desta música que nem sempre é ouvida por nós. É bom saber que a tradição se mantém ano após ano 🙂

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!