Opinião: ‘Besta’ (Leviatã #2) de Scott Westerfeld

Besta (Leviatã #2)

Scott Westerfeld

Editora: Vogais

Sinopse: Behemoth é a besta mais feroz da Marinha britânica. Os Darwinistas precisam dele mais do que nunca, agora que estão em guerra declarada com os Clankers.

Alek e Deryn estão juntos a bordo do Leviatã, e esperam conseguir levar a guerra a um impasse. Mas, quando a sua missão de paz falha, percebem que estão sós em território inimigo e que estão a ser perseguidos!

Opinião: A caminho da Turquia, o Leviatã depende agora tanto da tripulação Darwinista como da tripulação Clanker para funcionar. Sem os motores destes últimos, a nave não trabalha em condições. Mas esta situação só veio deixar todos ainda mais desconfortáveis.

Numa guerra em que temos máquinas a vapor contra bestas geneticamente modificadas, a tensão é um factor sempre presente. Scott Westerfeld, o mestre da construção deste mundo fantástico, consegue levar-nos para um mundo onde o inimaginável se torna real. Conspirações, aliados imprevisíveis, segredos que se revelados podem desmoronar mais que uma vida, são alguns dos ingredientes que tornam esta série impossível de largar do princípio ao fim.

Quanto aos protagonistas, esses conquistaram-nos logo no primeiro volume. Neste, eles tornam-se ainda mais especiais e o seu futuro e a forma como se cruzam, torna-se em algo especial que cria uma ansiedade enorme. O segredo de Deryn é cada vez mais difícil de guardar e alguns acontecimentos entre ela e Alek deixam-na um pouco desesperada. Mas parece que só no terceiro volume é que vamos saber como é que estes nossos dois companheiros vão acabar.

Adorei mesmo a forma como o autor montou a acção, as personagens criadas e a imaginação que foi necessária para descrever as batalhas. Sem dúvida que deixou uma enorme vontade de ler o próximo. Gostei Muito.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!