Solstício de Inverno: Alban Arthan – A Luz de Artur

(Art, o Urso. Carta de “O Oráculo Animal dos Druidas”, de Philip e Stephanie Carr-Gomm, Zéfiro)

Alban Arthan é um termo galês que significa “a Luz de Artur”. Algumas Ordens Druídicas consideram que esta festividade manifesta a Luz do Rei-Herói Artur Pendragon, que renasce simbolicamente como o Filho do Sol (o Mabon) na altura do Solstício.

Também se considera que a “Luz” de Alban Arthan está relacionada com a constelação da Ursa Maior, sendo que art é a palavra gaélica para urso. Considera-se tradicionalmente que esta constelação, que resplandece luminosa na escuridão do céu, simboliza o renascimento do Sol. Neste período, o Sol encontra-se no ponto mais a sul do ano, quase desaparecendo no horizonte longínquo, numa altura em que os dias são mais curtos.

(Principal templo do conjunto megalítico de Alcalar, Portimão, que se encontra alinhado com o Solstício de Inverno)

Este era um período temido pelos povos antigos, pois assistiam à gradual diminuição do dia perante o crescimento sombrio da noite. Assim, era necessário um grande ritual para inverter o rumo do Sol. Esta data teria sido provavelmente calculada através dos grandes círculos de pedra e montes funerários que estão alinhados com esta festividade. Isso acontece um pouco por toda a Europa, como é o caso de Stonehenge em Inglaterra, Newgrange na Irlanda e Alcalar em Portugal. Certamente, após o dia de Solstício, o Sol começa a erguer-se cada vez mais alto no firmamento, revelando o seu renascimento.

Texto adaptado do artigo de Damh the Bard, em: http://www.paganmusic.co.uk/druidryintro.html

(Retirado do Facebook da OBOD)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!