Opinião: O Homem Corvo de David Soares

O Homem Corvo

David Soares

Editora: Saída de Emergência

Chancela: Quebra Nozes

Sinopse: Conheçam o Homem Corvo: um ladrão de lágrimas, que entra à noite nos quartos de meninos tristes. Mas numa noite especial, em que cada barulhinho parece um barulhão, ele espanta-se por encontrar uma coisa que sempre desejara ter: um coração.

Escrito por David Soares (Batalha, O Evangelho do Enforcado, A Conspiração dos Antepassados), O Homem Corvo é uma história infantil que recupera o carácter dos contos clássicos para crianças, apresentando uma mistura mordaz entre negrume e fantasia. Ilustrado por Ana Bossa numa técnica original, onde figuras e cenários tridimensionais habitam um fascinante espaço de fusão, O Homem Corvo é pura magia.

Opinião: Estreei-me na escrita de David Soares há uns anos com o seu livro de contos Os Ossos do Arco-Íris. O ano passado tive a oportunidade de ler o seu magnífico romance em tom de fábula Batalha e ainda o Compêndio de Segredos Sombrios e factos Arrepiantes, um livro cheio de histórias horripilantes e ainda assim fascinantes. Certamente depois de conhecer todas estas facetas do autor, não consegui conter a minha curiosidade e adquiri O Homem Corvo, um livro destinado (talvez) ao público mais infantil. Acreditem, não conheço nenhum autor tão talentoso e versátil, sempre com o seu toque de fantástico.

Este é um pequeno/grande livro que se faz acompanhar de ilustrações à altura da história que é contada. Aqui conhecemos O Homem Corvo que vive desoladamente triste por ninguém gostar dele. Ele acha que se tiver um coração como os outros, passarão a gostar dele. O problema é que a forma como ele tenta arranjar o coração é através do engano. Pena que também ele é enganado.

Uma grande metáfora para a forma como as pessoas se relacionam e para o sentido do que é a verdadeira amizade, este bem tão precioso, mas que muitos tendem a pisar e a passar por cima. E se a história começou através de uma tentativa do Homem Corvo enganar uma menina, claro que o autor não poderia deixar este impune.

Com uma mestria notável e uma lição a ensinar, David Soares construiu aqui uma obra que deveria ser de leitura obrigatória para todas as crianças. O seu toque mais obscuro dá-lhe um tom sóbrio que certamente também agradará a qualquer adulto e as ilustrações estão deliciosas. Recomendo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide