Opinião: Pantaleão e as Visitadoras de Mario Vargas Llosa

Pantaleão
e as Visitadoras

Mario Vargas Llosa

Editora: D. Quixote

Sinopse

“Publicado
originalmente em 1973, e adaptado ao cinema por duas vezes, Pantaleão e as
Visitadoras é inquestionavelmente um dos livros mais divertidos e de maior
sucesso de Mario Vargas Llosa.

Pantaleão
Pantoja é um brilhante oficial do exército que enfrenta a missão mais delicada
da sua vida: organizar, dentro do mais absoluto sigilo militar, um serviço de
prostitutas para as Forças Armadas do Peru isoladas na selva amazónica, de forma
a evitar a onda de violações entre as mulheres da zona.

Baseado em
facto verídicos de que o autor tomou conhecimento na Amazónia, Pantaleão e as
Visitadoras é um romance irónico e divertido que traz à luz o funcionamento
ambivalente de uma instituição.”

Opinião

Relatório
número três

ASSUNTO GERAL: Blog BranMorrighan -Textos
de Opinião

ASSUNTO ESPECÍFICO: Pantaleão e as Visitadoras.


CLASSIFICAÇÃO: Secreto.

DATA E LOCAL: Lisboa, 26 de Dezembro de
2013.

             A
signatária, Colaboradora do Blog BranMorrighan
(joanapontoneto), Joana Catarina
Neto, cumprimenta respeitosamente S. Ex.ª o Senhor Leitor e leva-lhe o seguinte
ao seu conhecimento:

       
Que, como todo e qualquer livro cuja leitura se
principie, a entrada na cadência natural da sua escrita apresenta-se – e mais
tal se exalta no presente caso, do que em qualquer outro genérico livro a ser
utilizado a título de exemplo – como um desafio que anda de braço dado com a
curiosidade que emana ante o que se sabe não compreender, tal como Senhor
Leitor deverá sentir face ao presente ponto. Significa isto que a interligação
de parágrafos é, a começo, propositadamente aleatória – assim se pense! – e
propositadamente curiosa;

       
Que, face ao anterior ponto, não se preocupe o
Senhor Leitor, uma vez que diferentes são os estilos de escrita no objecto de
que é alvo o presente relatório;

       
Que sente a signatária ser da mais extrema
importância aqui realçar a comicidade de um livro que eleva ao mais alto
patamar de formalismo militar o processo construtivo de uma rede de – e desde
já me perdoe o Senhor Leitor a vulgaridade da expressão – prostitutas;

       
Que, não sendo estreia da signatária neste autor,
foi tal a surpresa pela diversificação de escrita – e claro está, também de
temática – que um sorriso, ou dois, foram deixados transparecer para as páginas
de Pantaleão;

       
Que, indica a signatária como alegação final, um
parecer veemente favorável é emitido para o Senhor Leitor, caso esteja nos seus
planos um serão bem passado, na companhia louca e aleatória da cidade de Iquitos e seus demais habitantes.

Deus
guarde V. Ex.ª

Assinado:

Colaboradora do Blog BranMorrighan (joanapontoneto), Joana Catarina Neto


joanapontoneto

Algumas
citações

“Que o signatário tem plena consciência da
obrigação de iniciar o Serviço fixando metas modestas e atingíveis, tendo em
conta a realidade e a filosofia oculta em rifões como «devagar se vai ao longe»
e «nem por muito madrugar amanhece mais cedo».”

“Sugere-se
que seja acrescentado qualquer complemento estético feminino, tal como um ramo
de flores, uma gravura ou desenho artístico, para lhe imprimir uma atmosfera
atraente.”

“Mas
depois, ante a incredulidade dos interrogadores, confessou que, sendo invertido
passivo desde há muitos anos, a sua verdadeira intenção tinha sido praticar o
seu vício com os militares, para mostrar a si próprio que podia suplantar com
vantagem uma mulher nas funções de visitadora.”

“Empoleirados
nas árvores, a aliviarem-se pelos olhos. Que queres tu, pazinho, o tesão é
humano. Se até a ti te aconteceu, que parecias uma excepção.”

“Se
ao menos tivesse organizado a coisa de uma maneira medíocre, defeituosa. Mas
esse idiota transformou o Serviço de Visitadoras no organismo mais eficiente
das Forças Armadas.”

“Aliás,
essa ideia de prestar homenagem a uma puta, precisamente por ser uma loucura,
tornava-se fascinante como tudo”

Comprar: http://www.wook.pt/ficha/pantaleao-e-as-visitadoras/a/id/11687985

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!