[Opinião] Ousadia e Ritmo em Metamorphic Fragments – EP de estreia dos The Molodoys

The Molodoys são uma banda brasileira de Indie Rock que promete vir a dar que falar. Com apenas dois anos de existência e um primeiro EP – Metamorphic Fragments – lançado este Verão, estes quatro jovens músicos mostram uma ousadia e uma audácia tremendas, começando pela referência ao clássico do cinema e da literatura ‘Laranja Mecânica’, através do nome – no filme, “Molodoys” eram os jovens.

Tal como o nome do EP indica, ao iniciarmos a audição do disco, ingressamos também uma viagem por mundos experimentais, fragmentários, mas nunca totalmente desconexos. Cada música oscila entre um ritmo mais mexido, típico do indie rock, e entre melodias mais sensuais e apaixonadas que roçam o folk. Deixando-nos levar pelas letras, as imagéticas criadas são bastantes bonitas e vemo-nos transportados para dimensões onde não existem barreiras ou conceitos pré-definidos. 

Acima de tudo, é um sonho que se vive ao longo destas seis faixas. Muito sinceramente, gostei imenso deste EP. Traz à tona o sentimento jovial e alguma da inocência que tão brutalmente vamos perdendo com o tempo. Só posso esperar que a persistência e a força de vontade esteja do lado dos The Molodoys porque se com um EP já conseguiram esta personalidade, só posso esperar que com o tempo sejam como o vinho do Porto – cada vez mais apurados e saborosos! 

A banda é formada por Camilla Araujo no contrabaixo, Jairo Camargo na bateria, Leonardo Fazio e Wesley Castellano nas guitarras e as vozes são por Leonardo, Camilla e Wesley. Penso que seria muito giro haver uma música com uma espécie de duelo vocal entre a Camilla e o Leonardo. Dado o tom rouco do Leonardo e o tom provocador da Camilla, partilharem uma música em tom de dueto talvez resultasse muito bem. Quem sabe! 

Podem segui-los aqui: https://www.facebook.com/themolodoys

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide