Opinião: Fogo (Trilogia Sem Fôlego #3) de Maya Banks

Fogo (Trilogia Sem Fôlego #3)
Maya Banks

Editora: Bertrand

Opinião: Obsessão e Delírio trouxeram-nos a história de Gabe e Jace, mas penso que, tal como eu, a maioria dos leitores desta trilogia estava era à espera da história de Ash. Talvez pela irreverência respeituosa para com os amigos, talvez pela história familiar obviamente complicada ou então porque de todos foi sempre o que se mostrou mais esquivo em revelar mais de si. O que é certo é que se o livro anterior, de Jace, não me agradou minimamente, este soube compensar. Fogo é capaz de ser o livro mais equilibrado dos três no que toca ao romance, ao erotismo e a um enredo interessante. 

Ash sempre mostrou ser daqueles homens cujo lema é viver ao máximo durante o maior espaço temporal possível. Não descurando dos seus negócios, império que construiu a ferros com os seus dois amigos, na sua vida pessoal é relaxado e descomprometido. Como e porquê ninguém sabe, mas existe um lado mais misterioso e obscuro no que toca a contactos que possui (para fazer certos serviços) e quando mete algo na cabeça dificilmente alguém lho tira da cabeça.

E quando Josie lhe aparece à frente, de forma inesperada e contemplativa, ele dá o primeiro passo sem pensar. O problema é que ela já possui uma coleira e ele, sem saber bem porquê, acabado de a conhecer, confronta-a com isso. Acha que está ali deslocada, que não combina com ela, que o homem que provavelmente lha ofereceu nem sequer a conhece bem. Mas como pode ele conhecê-la se acabou de se deparar com ela? 

Este é o ponto de partida para uma trama que vai crescendo a bom ritmo. Ao início tive receio que houvesse demasiada precipitação como no volume anterior, mas tal não aconteceu e o mistério plantado foi suficiente para manter o entusiasmo na leitura percorrendo rapidamente as páginas que se seguiam. Por entre a necessidade de afirmação de Josie como mulher independente e a vontade de se submeter às vontades e caprichos de Ash, o passado de ambos teima em atravessar-se-lhes no caminho e quando se juntam as consequências de uma parte do passado de Gabe, há muito esquecido, o sangue corre.

Um bom pico de adrenalina nos momentos finais que dão um pouco mais de conteúdo a uma obra que, quase que nem seria necessário dizer, está repleta de cenas eróticas. Não considero que esteja enquadrado na categoria BDSM, mas existe uma clara intenção de dominação e disciplina, sendo apenas contrariada por algum atrevimento de Josie e também por alguma evolução de Ash ao querer que ela tome um papel mais espontâneo. 

Resumindo, é uma história que se lê bem, que faz um apanhado geral do que tem sido a trilogia sendo rematada com mais um final feliz. Não é das melhores trilogias que já li, nem sequer dos melhores romances eróticos, mas dado que tinha gostado bastante da série McCabe desta mesma autora decidi ler esta até ao fim. Boas leituras! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!