Paganismo – Freya

Freya é a Deusa-Mãe da dinastia de Vanir na mitologia nórdica. Filha de Njord e Skade (Skadi), o deus do mar, e irmã de Frey, ela é a deusa do sexo e da sensualidade, fertilidade, do amor da beleza e da atração, da luxúria, da música e das flores.

É também a deusa da magia e da adivinhação, da riqueza (as suas lágrimas transformavam-se em ouro) e líder das Valquírias (condutoras das almas dos mortos em combate).

De carácter arrebatador, teve vários deuses como amantes e é representada como uma mulher atraente e voluptuosa, de olhos claros,baixa estatura,sardas,trazendo consigo um colar mágico, emblema da deusa da terra.

Ela surgia sob a forma de uma linda mulher vestida com um manto de peles de gato, enfeitada com penas de cisne e adornada com jóias de ouro e âmbar, sendo transportada na sua carruagem dourada por quatro gatos.

Freya era muito importante para o bem-estar e existência dos Deuses, muito além de seu aspecto de deusa da fertilidade, pois ocorreram muitas batalhas entre os Deuses e os Gigantes por Freya.

Ela possuía muitos nomes: Syr, Dama, Grande Deusa, Mardoll (Aquela que brilha sobre o mar).

Os mitos falam do seu casamento com um misterioso deus chamado Od, o qual viria a desaparecer sem deixar rasto. Diz a lenda que ela o procurava constantemente, no céu e na terra, enquanto derramava lágrimas que se transformavam em ouro na terra e âmbar no mar.

Na mitologia nórdica, Freya e dois outros vanirs (deuses de fertilidade) mudaram-se para Asgard para viver com os aesirs (deuses de guerra) como símbolo da amizade criada depois de uma guerra. Ela usava o colar de Brisingamen, um tesouro de grande valor e beleza que obteve dormindo com os quatro anões que o fizeram.

Ela compartilhava os mortos de guerra com Odin. Metade dos homens e todas as mulheres mortos em batalha iriam para seu salão Sessrumnir.

Apesar de Freya estar intimamente ligada ao poderoso Odin, ela não tinha nenhuma relação directa com ele nem com nenhum outro deus. No entanto, ela hoje é considerada consorte de Frey, com quem forma o casal divino, celebrado nos ritos de fertilidade com o “casamento sagrado”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Jojo
Jojo
11 anos atrás

Adoro mitologia! Não conhecia estes que referiste.

Vim deixar-te um selinho de Natal que está meu blog!

Bjinhos*

Hatecraft
Hatecraft
10 anos atrás

Mitologia nórdica é para mim a mais interessante e rica em conhecimentos. Bom post, sempre gostei das histórias relacionadas com Freya, a que tinha uma carruagem puxada por gatos. E sempre gostei de gatos, na verdade.

Espero um post que fale de Loki, esse bem merece destaque na mitologia escandinava!

Morrighan
Morrighan
10 anos atrás

Por acaso sou mais apologista da mitologia celta, tanto que na minha vertente sigo o panteão celta, no entanto acho a mitologia nórdica e a grega fascinantes =)

E aceito a tua sugestão, será colocado um post sobre Loki 😉

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!