Entrevista a Frederico Duarte, Escritor Português

Boa tarde a todos. Hoje apresento-vos mais um autor português. Frederico Duarte é autor da saga Destino do Universo que vos é apresentado mais abaixo.
Fred, obrigado pela tua disponibilidade e simpatia 🙂 Já cá tenho o teu primeiro livro 😉

Aqui fica a sua entrevista:

Sobre mim:
O meu nome é Frederico Duarte e sou um bibliomaníaco. Nascido a 29 de Junho de 1983, sou um caranguejo sem emenda e, como manda a regra, falo pelos cotovelos. Tanto que os meus amigos, fartos de me ouvir, aconselharam-me a escrever. Sendo esta uma paixão que tinha há muitos anos, numa bela tarde de estudo de Álgebra Linear, resolvi seguir o conselho deles. Nasceu nesse o dia o prólogo do meu primeiro livro. Para além da leitura e da escrita, sou um apaixonado por jogos, principalmente pelos que tenham uma boa história, regra essa que aplico também aos filmes e séries de TV. Estudei Engenharia Informática mas, por diversas razões, não concluí o curso, embora o espere vir a fazer ainda. Na música, viro-me para o rock e o metal (heavy e outros), que geralmente me acompanham nas noitadas de escrita. Resta dizer que tenho uma forte paixão por tempestades e sou um grande amigo dos dias frios.

Estilo e Ritmo de Escrita:
O estilo é o improviso! Crio uma ideia, trabalho-a e ponho-me a escrever, deixando-a ganhar vida própria. É o que me dá mais prazer na escrita, ver algo que eu criei crescer por si ao ponto de eu me tornar apenas o meio de se dar a conhecer. O ritmo é quando tenho vontade. Tenho dias em que simplesmente não me apetece escrever e outros em que 24h não chegam. É claro que, por vezes, há prazos a cumprir e, nessas alturas, convém esforçar um pouco a vontade. Mas, até hoje, ela apareceu rapidamente. Nunca senti, nem mesmo nestes momentos, que escrevi por obrigação.

Influências:
Tudo! Não há nada que não influencie a minha escrita e dizer o contrário seria estranho. Tudo o que me afecta de alguma forma, seja uma boa história que li ou vi, seja um simples caso da minha vida, ou uma situação a que assisti, acabará por fazer parte de mim e, mais tarde ou mais cedo, influenciar uma ideia. Portanto, a bem dizer, é a vida a minha maior influência. Posso, porém, adiantar que tendo uma mente bastante fértil no que toca a sonhos, é frequente eu acordar com uma ideia nova para a saga que estou a escrever, “Destino do Universo” ou para uma outra história completamente diferente. Não classifico os meus sonhos mais agitados como pesadelos mas sim como “interessantes”.

Dificuldades encontradas, até agora, em entrar no mundo literário português:
Como é de esperar, tive de bater a algumas portas até conseguir encontrar alguém que me quisesse publicar. Demorou um ano a consegui-lo, pela Nova Gaia, com algumas respostas promissoras pelo meio mas que, por uma razão ou outra, acabaram por não se mostrar possíveis de seguir. A persistência e confiança no meu trabalho acabaram por vencer. Contudo, devo dizer que estou a sentir mais dificuldades em continuar do que senti em entrar. Apesar de ter já uma quantidade razoável de seguidores, o novo rumo tomado pela editora fez com que esta cancelasse a saga e, por questões burocráticas, fiquei num impasse. Espero resolver esta questão em breve para cumprir o que prometi: não deixar os fãs da saga pendurados. Acima de tudo, acho importante mostrar respeito por quem aprecia o nosso trabalho.

Projectos Futuros:
Estou neste momento envolvido num projecto em parceria com outro artista mas, para já, não posso revelar nada. Para além disto, estou também a preparar alguns contos. Acredito que é importante, quando se escreve uma saga, sair de vez em quando daquele universo para espairecer. Não deixo por isso, claro, de avançar com o “Destino do Universo”. Eu, mais do que ninguém, estou curioso para saber como acaba.

Sinopse: “Alexandra (Alexis) é uma rapariga como qualquer outra: estudante universitária em Lisboa, com gostos comuns e uma vida sossegada. Ou assim pensava ela. De um momento para o outro a sua vida é virada do avesso. Um estranho rapaz surge na sua vida e diz-lhe que todo um mundo depende dela! E este é o início da sua saga, que a leva para uma realidade tão diferente da nossa mas ao mesmo tempo com raízes profundas na Terra. Um mundo onde a magia e criaturas míticas imperam e onde uma grande ameaça reina. A pergunta é: que tem Alexis de tão especial que a tornará a chave para a resolução do conflito naquele mundo?”

Sinpse: “Meio ano decorreu desde a Grande Batalha que libertou Nova. A paz instala-se e o equilíbrio regressa aos poucos. Mas a ilusão é rapidamente destruída: Adina está inexplicavelmente de volta, com um exército mais forte do que nunca. A Terra é o seu alvo, um mundo em que a magia há muito que foi esquecida e que não está preparado para o seu regresso. Mas Nova não está fora dos seus planos e as terras da Aliança sofrem ataques de demónios. Alexis e os seus companheiros são então forçados a pegar mais uma vez nas armas e enfrentar novos perigos para salvar ambos os mundos. Mas esperam-nos grandes surpresas, aliados inesperados e inimigos inimagináveis e a certeza de que, qualquer que seja o resultado, nada será como dantes.”

Links do autor:
Facebook: http://www.facebook.com/pages/Destino-do-Universo/194643121174?ref=ts#
Blog: http://destinodouniverso.blog.com
Fórum: http://www.destinodouniverso.pt.vu

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mónica Durão
Mónica Durão
8 anos atrás

Gostei muito desta entrevista 🙂
Realmente os autores portugueses são de uma mais valia ENORME!!!!

Morrighan
Morrighan
8 anos atrás

Fico muito contente Mónica!

Tenho de ver se arranjo umas quantas novas entrevistas, mas tenho andado sem tempo nenhum 🙁

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!