Opinião: “Vampiro Lestat” (Volume 1) de Anne Rice

Vampiro Lestat (Vol 1)

Anne Rice

Editora: Publicações Europa-América

Nº de Páginas: 255

Sinopse: Lestat, personagem de Entrevista com o Vampiro, tem uma história para contar. O segundo volume da saga «Crónicas dos Vampiros» acompanha Lestat ao longo de várias eras, à medida que ele procura as suas origens e desvenda o segredo da sua obscura imortalidade. Extravagante e apaixonado, Lestat mergulha nos lascivos lupanares de Paris do século XVIII, na Inglaterra dos druidas e na Nova Orleães finissecular. Após um sono profundo de cinquenta e cinco anos, Lestat está fascinado pelo mundo moderno. Quando quebra o código de honra dos vampiros, que lhes impõe o silêncio sobre a sua condição, Lestat revela-se na esperança de que os imortais se ergam e se unam para descobrirem o mistério da sua existência. E é então que Lestat, o caçador, se transforma numa presa.

Opinião: Na primeira vez que li Anne Rice (Entrevista com o Vampiro), foi algo de extraordinário. Na altura lembro-me de dizer que ficava comprovado esta ser a mãe dos vampiros. O Vampiro Lestat (vol 1) para além de reforçar essa faceta, mostra-nos uma outra, fascinante, enquanto a autora narra os tempos enquanto humano de Lestat.

É quase impossível parar de ler esta obra. A sério. Desde início que a excitação começa a tomar conta de nós. Lestat, após um sono de 50 anos, descobre que Louis quebrou o código de vampiros (fazendo a entrevista relatada em Entrevista com o Vampiro) e achou fascinante o facto de ele expressar tudo o que sentiu e aconteceu sob o seu ponto de vista, decidindo, então, fazer ele o mesmo.

A forma como a autora narra os Lestat ainda como ser-vivo, é de tal maneira apaixonada e expressiva, que é impossível não visualizarmos cada passo, sentirmos cada emoção, afeiçoarmo-nos a ele. Se em Entrevista com o Vampiro ficámos com a impressão que Lestat era isto ou aquilo, é a partir do amâgo da sua história enquanto humano e após a sua transformação, que compreendemos as suas acções.

Achei bastante interessante as teorias que Lestat (antes da sua transformação) discutia com o seu melhor amigo durante as suas “conversas”. Temáticas como bem e mal, ter fé ou não acreditar nada, eram discutidas e cada um argumenta afincadamente e de forma bastante interessante.

É também na parte final desta primeira metade, que aparece o já famoso vampiro Armand, sob uma panorâmica completamente diferente daquela que nos foi apresentada em Entrevista com o Vampiro. O primeiro capítulo do volume dois intitula-se mesmo “O Vampiro Armand”, deixando-nos ansiosos pela sua leitura.

Um livro fantástico, intenso e viciante que, sendo apenas metade de uma obra completa, só pode antever uma segunda metade tão boa ou melhor que esta. Adorei.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vánia Valadeiro
Vánia Valadeiro
10 anos atrás

Ai k vontade de comprar…segurem-me please….este mês n posso comprar mais livros!!!!!!!*V*

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide