Civilização publica SJ Parris: Heresia: um thriller histórico passado no pré-Iluminismo

Heresia

S. J. Parris

Páginas: 448 pp.

Família: Literatura

Sub-família: Histórica

Colecção: Literatura

Preço PVP: 18,90 €

Lançamento: Outubro 2010

Sinopse:

A estreia do monge Giordano Bruno, mágico, cientista e herege, numa nova série de thrillers históricos para fãs de C. J. Sansom e da Inglaterra da época de O Nome da Rosa.

Inglaterra, 1583. Um país inundado pela paranóia e pela conspiração, mas um porto de abrigo para um monge radical em fuga. Giordano Bruno, com as suas teorias de astronomia, fugiu da Inquisição para a corte de Isabel I. Ali, atrai as atenções de Francis Walsingham, chefe dos espiões e inimigo dos conspiradores católicos. Bruno é infiltrado na Universidade de Oxford, que se crê ser um antro de dissidentes franceses. Rapidamente Bruno dá por si envolvido nas intrigas do colégio universitário e distraído por uma bela jovem. Pouco depois, começa a investigar uma série de assassinatos horríveis, relacionados entre si por cartas com pistas. As cartas sugerem que as vítimas eram culpadas de heresia. Mas estará Bruno a ser ajudado ou induzido em erro, ou será ele o próximo alvo? Perseguindo um assassino astuto e determinado pelos claustros sombrios de Oxford, Bruno apercebe-se de que nem sempre os sábios conseguem distinguir a verdade da heresia. Mas alguns estão prontos a matar por ela!

Imprensa Internacional:

“Um thriller histórico evocativo de uma época e bem escrito.”

The Guardian

“Parris entrelaça factos históricos e compreensão da psicologia humana quando Bruno, um humanista perigosamente avançado para o seu tempo, principia a sua demanda para acender as luzes do Iluminismo na Europa.”

The Times

“Uma história rica, sombria e absolutamente cativante, com um ritmo perfeito e povoada por um magnífico elenco de personagens.”

Mark Mills

“Fascinante… O período é incrivelmente realista e a história absolutamente cativante.”

Conn Igulden

Mais sobre o livro:

Heresia: um thriller histórico passado no pré-Iluminismo

Homicídios macabros nos pátios do Lincoln College, em Oxford, e um monge, mágico, cientista e herético para os resolver. Com uma acção que decorre em Inglaterra, em 1583, Heresy, o novo livro de S.J. Parris, com a chancela da Civilização Editora, é um romance histórico sobre um homem à frente do seu tempo: Bruno Giordano.

Considerado pelo The Guardian “um thriller histórico evocativo de uma época e bem escrito”, o novo livro de S.J. Parris recria – de forma ficcionada – a vida do monge e filósofo italiano, Bruno Giordano, um homem acusado de heresia pela Inquisição por defender teorias tão revolucionárias como a heliocêntrica de Copérnico. Segundo a autora de Heresy, o ter andado sempre em viagem, o facto de ser “um fugitivo sem paradeiro certo”, transformou-o “numa figura próxima das principais cortes da Europa”.

Bruno Giordano é uma “personagem fascinante, alguém com uma vida que conduz perfeitamente à ficção” sobre a qual Parris pretendia escrever desde os tempos de estudante, quando descobriu esta figura histórica. Para a escritora, a publicação deste “romance de homicídios misteriosos, como um quebra-cabeças, um policial” sobre uma figura perseguida – e, ao mesmo tempo, Iluminada – teve também por objectivo levar os leitores a interessarem-se por este período conturbado.

S. J. Parris é o pseudónimo de Stephanie Merritt. Nascida em 1974, colaborou como crítica e jornalista numa série de jornais e revistas (, incluindo The Times, the Daily Telegraph, the New Statesman, Arena e Die Welt), na rádio e na televisão. Escreve, desde 1998, para o The Observer.

Heresia é o primeiro livro de uma trilogia sobre as aventuras empolgantes do místico e herético Bruno Giordano.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide