Opinião: ‘Já Não Se Fazem Homens Como Antigamente’

Já Não Se Fazem Homens Como Antigamente

Daniela Pereira, João Pedro Duarte, Miguel Almeida, Pedro Miguel Rocha

Editora: Esfera do Caos

Sinopse: Lá diz o povo que rir é o melhor remédio. E que a brincar se dizem as coisas sérias. E também as patetices, se tudo correr pelo melhor. Este livro levanta assim questões fundamentais para o futuro da humanidade: Os velhotes não deveriam ter o Viagra comparticipado pelo SNS? Se as pessoas das relações virtuais fossem assim tão interessantes estariam mesmo nos chats? Não seria já altura de perdermos a vergonha e abastecermos a nossa despensa de artigos da Sex Shop? Estas histórias falam sobre o prato principal, o Amor, isso é garantido! Mas com o acompanhamento de outros sabores como a ilusão, a obsessão, ou a tão portuguesa saudade, num registo humorístico, sentimental e despretensioso.

Opinião: Vivemos em tempos em que as relações entre as pessoas estão cada vez mais difíceis. Então entre homens e mulheres então parece que de um momento para o outro se perdeu qualquer tacto ou originalidade. “Já Não se Fazem Homens Como Antigamente” vem mostrar isso mesmo sendo quase uma sátira à nossa sociedade.

Começamos logo muito bem desde o início com um Proémio de Luís Miguel Rocha que nos dá uma introdução ao que tanto se fazia antigamente que agora… nada!

Continuamos com o conto da Daniela Pereira “Clara ou a cinderela dos tempos modernos” em que temos um casal, tipo Barbie e Ken, que tentam agradar ao máximo um ao outro e que apesar de terem uma relação perfeitamente estável, vivem inseguros da sua imagem e se realmente um amará o outro. As técnicas que usam para se tal são mirabolantes!

Avançamos então para algo muito original, uma peça de teatro intitulada “Paciência do chinês – Um peça em três actos e bué cenas” de João Pedro Duarte. Mais uma vez temos um casal como protagonistas desta trama que também eles procuram encontrar um sentido na sua vida amorosa. Está bastante divertido e sem dúvida que hão-de haver muitos Alexandres e Dianas pelo nosso mundo fora.

De seguida temos o conto do Miguel Almeida – “Ele tomou viagra, ele chamou a polícia”. Fartei-me de rir com este conto! Solidónio é um idoso de 82 anos que não está nada contente com a sua condição de velho. A idade é uma coisa macabra e maldosa que lhe rouba tanta coisa e ao mesmo tempo só lhe traz lembranças de como era em tempos idos. Custa-lhe ver o “penduricalho” naquelas condições e decide que ainda não é assim tão velho para se sentir já dessa maneira. Então confronta o seu médico e de uma maneira muito persistente tenta-lhe explicar as suas razões pela qual quer tanto tomar Viagra! Muito divertido!

Por fim, mas na minha opinião o melhor e o mais realista, temos o conto de Pedro Miguel Rocha – “A Lâmina do Amor”. O autor conseguiu em poucas páginas (mais ou menos 20 páginas, o conto mais pequeno do livro) espelhar completamente como é que tantos casamentos são destruídos por nada, por ilusões que não passam disso mesmo. Vamos ouvindo falar de homens que deixam as mulheres por terem conhecido outras via internet, por se deixarem enredar em sentimentos que não fazem sentido. Até que ponto uma pessoa se pode sentir apaixonada por outra sem nunca a ter visto? Até que ponto podemos confiar nesses sentimentos ficando dispostos a largar tudo por eles? Gostei muito deste conto, sem dúvida, e vale mesmo a pena ler.

Fazendo uma apreciação global da colectânea, só posso dizer que devia ser leitura obrigatória para toda a gente. A sinopse explica bastante bem o conceito do livro e nem eu o diria de melhor forma. Recomendo!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!