Entrevista a Liliana Lavado – Escritora Portuguesa

Boa noite! Hoje apresento-vos uma autora com quem mantenho contacto há muito tempo, mas que infelizmente ainda não se tinha porporcionado a oportunidade de a entrevistar. Finalmente vos dou a conhecer a autora Liliana Lavado!

Fala-nos Sobre ti:
Olá, o meu nome é Liliana.
Não vos vou falar do quanto gosto de escrever ou como sonho em um dia vir a ser uma GRANDE escritora, porque se hoje tenho 5 livros escritos, é óbvio que álgebra não é a minha paixão, e na minha idade já não vai dar para crescer mais, portanto estou conformada a ser uma escritora de 1,65metros com um sorriso grande o suficiente para esconder todas as minhas inseguranças.
Adoro gatos mas recentemente comprei um cão; bebo café sem açúcar; sou preguiçosa; prefiro cinema clássico; farto-me de apanhar multas de estacionamento; gosto de desenhos animados, bons vilões e pessoas que tem opinião… se me quiserem calar ponham-me nas mãos um livro.
Aqui está tudo o que qualquer pessoa deve saber para uma conversa comigo.

Qual o teu estilo e ritmo de escrita:
Estilo? Descontraído.
Os leitores que preferem YA e Fantasia Urbana podem sentir-se mais identificados com as histórias que escrevo mas quem normalmente não lê esses géneros tende a apreciar o humor e o mistério que sempre preenche os meus livros. Se existem personagens estranhas ou com poderes especiais (ou ambos) é pura coincidência. Tudo o que tenho em mente é escrever histórias divertidas com personagens interessantes num ambiente de mistério que cative quem lê e consiga transportar para um cenário diferente por algumas horas.
O ritmo de escrita: quanto mais rápido melhor.
As minhas histórias são dinâmicas e está sempre a acontecer alguma coisa a cada página. 5000 mistérios que compõem um grande mistério. Não tenho tempo para mais do que o essencial. Acredito na inteligência dos meus leitores e sei que só preciso dizer/escrever o que verdadeiramente molda a trama, o resto conto com eles para o imaginarem. É o que distingue o livro do filme, o leitor do espectador.

Quais as tuas influências:
Porque é que tinha de me sair logo esta pergunta? É tão complicado…
Acho que o que mais me influenciou logo quando comecei a escrever as primeiras páginas, e de certa forma o faz até hoje, são os livros que leio e tudo o que gosto e não gosto neles.
Como uma boa menina, aprendo com os erros dos outros e sigo os bons exemplos. O que não gosto como leitora não repito como escritora.
Stephen King influenciou-me a não vomitar palavras e que uma boa atmosfera mantém o leitor a ler mesmo que nos esteja a amaldiçoar.
Stephenie Meyer mostrou-me que personagens estereotipadas não são necessariamente um erro e que há sempre novas formas de contar a mesma história
Kate Atkinson fez-me aspirar pelo humor negro e escrita mordaz
Com David Nicholls vi que a simplicidade é o caminho para o sucesso e uma personagem pode realmente roubar-nos o coração.
E com John Grogan, aprendi que é possível rir e chorar na mesma página… e até hoje tento consegui-lo.

Fala-nos um pouco sobre as tuas obras:
Pôr-me a falar dos meus próprios livros não saudável porque infelizmente eu conheço-lhes os defeitos e tenho o mau hábito de começar por falar deles. Mas não desta vez. É a vantagem das entrevistas escritas: ponho o pé na poça menos vezes.
Como disse na minha breve e atabalhoada apresentação, hoje tenho 5 livros que podem ser divididos em dois grupos: o primeiro, e depois todos os outros. A única coisa comum a todos eles é que nenhum está editado!
Não me vou pôr a descrever a história em cada um deles porque qualquer pessoa interessada o pode encontrar no meu site ou no Goodreads. Ficam apenas aqui os títulos actuais que poderão vir a ser alterados após edição com os Leitores Beta.

Para Além da Razão
Momenttus
Entre o Bem e o Mal
Inverno de Sombras
The Writing Heritage (em Inglês)

(Nota: Esta resposta foi a mais editada da história das entrevistas electrónicas)


Sei que tens um projecto novo em mão e andas à procura de leitores beta! O que é que nos podes dizer sobre esse projecto e em que medida achas que leitores beta aleatório te podem ajudar.
Sim é verdade, no inicio deste ano coloquei um apelo no meu Blog à procura de leitores Beta e sinceramente fiquei surpreendida por haver tantos leitores/bloggers que fazem criticas fantásticas e que nunca tinham sido Beta’s para nenhum outro escritor ou até nem tinham ouvido falar do conceito.
Pergunto: Os escritores portugueses não recorrem à opinião de leitores beta antes de publicarem um livro? E se o fazem, então quem são os Beta ? Eu estou fora de Portugal e não sou super-activa na comunidade de Bloggers mas acredito que nestas semanas falei com muitos dos melhores, mais seguidos e activos do país… se para eles é novidade… quem são os beta dos jovens escritores contemporâneos portugueses?
Mas apesar de o conceito parecer ser novo para muitos e com a ajuda de Blogs com uma grande comunidade de seguidores como o Bran Morringhan a adesão foi surpreendente. Estou a conseguir um painel de leitores ideal com várias idades, diferentes formações e profissões, gostos literários distintos, uns mais tímidos outros mais atrevidos. Não é preciso ser um génio para perceber o enorme valor de ter todas estas pessoas a ler o livro e darem as suas opiniões e sugestões antes de eu o publicar. Vai trazer um valor incalculável ao trabalho que já fiz até agora porque com certeza eles vão encontrar erros que eu não vi e sugerir alterações que eu talvez nunca fosse pensar.

Tens tido feedback dos teus leitores? Como é que gostas de interagir com eles?
Em casa de ferreiro, espeto de pau. E não é que é mesmo verdade ?
A minha formação académica é em Marketing mas eu sou um desastre a promover os meus livros. Os leitores que tive para além dos familiares e amigos mais próximos, vieram através do Bookcrossing e do passa a palavra que nem sei muito bem como é que vai acontecendo. As criticas que vão ficando no Bookcrossing, no Goodreads e os posts em alguns Blogs são muito positivas, maravilhosas se tiver em consideração que até hoje os textos estão sem qualquer edição, eu simplesmente escrevo a palavra FIM vou ao site da Bubok peço para imprimir 10 cópias e ofereço à família e aos leitores que me acompanham desde o inicio (aqueles que já conseguiram ficar imunes às gralhas e tem carapaça de aço).
Como qualquer escritor fico com o ego na lua e um sorriso idiota na cara de cada vez que leio boas criticas. Gostava de poder interagir de forma mais pessoal mas estando fora do país, o email é o meio de comunicação privilegiado. Talvez o skype no futuro?

Projectos Futuros:
O projecto que vai ocupar o futuro mais próximo é sem dúvida a colaboração com o pequeno exército de Opinadores que nasceu da procura de Leitores Beta.
Durante o primeiro projecto tenho a certeza de que nem tudo vai correr bem, estou preparada para algumas desilusões… mas o que mais anseio é pelo momento em que vou encontrar aquele grupo mais pequeno de leitores que naturalmente se vai destacar dos restantes e é nessa altura que também tenho a certeza que vou ser surpreendida pela qualidade dos leitores e pelas pessoas fantásticas que vou conhecer graças a este projecto.
Em paralelo vou continuar a escrever regularmente no Blog já que é uma forma óptima de continuar a desabafar disparates e evitar pô-los nos livros e a dedicar-me a terminar definitivamente o meu último livro (que em Inglês tudo fica ainda mais lento).

E a pergunta da praxe: o que achas do blog Morrighan?
Para uma pergunta de praxe tenho imensa pena de só ter uma resposta de praxe: Muito bom.
Descobri o Blog à cerca de três anos e inclusive era para tentar conhecer a tão falada blogger na Feira do Livro de Lisboa mas lembro-me que nesse Sábado caiu uma tempestade de chuva e vento que acabei por ficar em casa a marinar com um livro e um bule de chá.
Desde então que tenho continuado a acompanhar o Blog nas suas fases mais dinâmicas e mais paraditas mas sempre a divulgar livros e novos escritores (que desta vez sou eu própria, HURRA!)
Só tenho a agradecer-te Sofia por esta oportunidade e desejar que continues a divulgar mais jovens escritores porque nós bem o precisamos.

As obras da autora:

Sinopse: Numa pequena vila costeira do norte do país, um acidente do destino faz com que dois mundos se toquem.

Ivana, uma adolescente sonhadora com cabelos cor de fogo, está prestes a viver o seu amor de infância com Bernardo, quando uma figura de negro envolta em mistério entra na sua vida trazendo consigo a magia e pondo tudo em causa.
Gabriel é a figura de negro, e o seu amor por Ivana vai reacender uma guerra ideológica no seio de uma sociedade nómada que desde o século XVII tem vindo a evoluir à margem do resto do mundo: os Hekat.
A sua história será rodeada por um conjunto de personagens muito singulares, algumas coloridas outras sombrias, mas todas complexas, procurando influenciar os dias e as noites numa luta pelo desfecho final em que acreditam.

Sinopse: Numa pequena ilha, onde a água há séculos tenta subjugar a terra construída pelo Homem, um caminho estreito e empedrado leva a uma livraria cujo nome, de tão discreto, não fica na memória dos que por lá passam.

Dentro dessa livraria, no interior sombrio revestido a prateleiras de madeira secular, um Livro permanecia esmagado entre tantos outros semelhantes a si, pacientemente enfileirados, pacientemente aguardando o dia da sua partida.
O que diferencia este Livro dos restantes que o acompanham é que ele não aguarda a mão Humana que lhe dará a liberdade. Ele é provido de liberdade.
Pelo que espera?
É a história que vou contar.
A ilha que vos falo é Veneza, e estas as palavras que iniciavam o Livro…

Sinopse: “Todos ficam sujos de sangue e há sempre alguém que morre.” Este era o lema de Danton.
Filho de dois poderosos feiticeiros, inimigos de séculos, a sua própria existência teve origem num golpe de guerra entre os pais.
Este era o lema de Danton.
Filho de dois poderosos feiticeiros, inimigos de séculos, a sua própria existência teve origem num golpe de guerra entre os pais.
Criado e aperfeiçoado por Amauri e Goulart como a arma de eleição, o tempo tornou-o na mais mortífera de todas, temida até pelos próprios.
Este era o lema de Danton.
Filho de dois poderosos feiticeiros, inimigos de séculos, a sua própria existência teve origem num golpe de guerra entre os pais.
Criado e aperfeiçoado por Amauri e Goulart como a arma de eleição, o tempo tornou-o na mais mortífera de todas, temida até pelos próprios.

Sinopse: Herdada ao longo de gerações, e aperfeiçoada por cada uma delas, a Quinta do Lago apaixonava todos aqueles que um dia tinham tido o privilégio de a conhece.

A história nascida da memória dos camponeses, contava que o mais antigo antepassado dos Vaz se havia apaixonado de tal forma pelo lago de águas verdes e azuis que dava o seu nome à Quinta, que o seu amor lhe invadiu o sangue, continuando a viver até hoje nos seus descendentes.
Acreditava-se que, algures no tempo, o encantamento virou maldição, pois de forma inexplicável, restava sempre apenas um herdeiro no momento da morte do pai.
As diferentes versões que sobreviveram na memória perpétua do povo, dividiam-se entre aqueles que acreditavam na lenda e aqueles que acreditavam que era apenas o percurso normal da vida de uma família.
No Alentejo profundo, uma nova geração de Vaz nasceu e com ela continua a história da Quinta do Lago.
Maldição ou Destino?

Mais informações:

Site: http://www.lclavado.com/

Blog: http://lclavado.blogspot.com/

Obrigada Liliana pela tua simpatia e carinho neste processo todo 🙂

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
5 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Unknown
Unknown
9 anos atrás

Eu é que agradeço Sofia pela oportunidade de me apresentar aos teus leitores.
Mais uma vez obrigada 😉

Morrighan
Morrighan
9 anos atrás

De nada 🙂 Foi mesmo com muito gosto!

Uizinho
Uizinho
9 anos atrás

Fico muito feliz de ler a entrevista da minha escritora favorita. Já li os seus livros e são verdadeiramente "adictives". Depois de começar perdi umas boas horas de sono…tinha de descobrir o que se ia passar a seguir. Parabéns ao blogue por dar visibilidade a escritores com talento.

Morrighan
Morrighan
9 anos atrás

Uizinho, muito obrigada 🙂 Ainda não li nada da Liliana, mas desconfio que está para breve 🙂

Unknown
Unknown
9 anos atrás

Olá,

Parabéns!!!

Conheci a Liliana através do Bookcrossing com o livro "Para Além da Razão". Fiquei completamente rendida…uma escrita que leva o leitor aquele estado de prazer…não consigo explicar…mas fica-se completamente embrenhado nas palavras, no cenário, nas personagens, …

Depois tentei saber mais sobre a autora e se tinha mais livros e através de uma bookcrosser consegui saber o endereço do blog e depois o endereço de mail. Trocámos alguns mail e tive a oportunidade de ler o 2º livro da Liliana, "Momenttus". Um género completamente diferente, o fantástico. Embora não seja aprecidora deste género literário, a Liliana com a sua escrita e humor, cativou-me. Ela sabe manter o leitor em suspense, ou seja, queremos colocar o livro de lado, mas acontece sempre algo que nos faz ficar presa ao livro. É do enredo? Poderá ser…mas eu acho que a forma de escrita, a maneira de colocar as palavras, o sentido que lhe dá, é o segredo do sucesso da sua escrita. Juntamente a isto, o humor, cenas completamente irreais, mas de partir o coco a rir.

Já todos os livros da Liliana e o que posso dizer é leiam!!!!

A par de tudo isto, tive a oportunidade de conhecer a Liliana pessoalmente e posso garantir que a entrevista é o retrato fiel dela. Tem sempre aquele sorriso lindo e cativante na cara. A forma de falar de si ou dos seus livros, é também o que se vê ao vivo e a cores…lol.

Aguardo com muita curiosidade os próximos livros da Liliana 😉

Boas Leituras 😉

Beijinhos!

Boas Leituras 😉

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide