Opinião: ‘Ascensão à Meia-Noite’ (Raça da Noite #4) de Lara Adrian

Ascensão à Meia-Noite (Raça da Noite #4)

Lara Adrian

Editora: Quinta Essência

Sinopse:Impelido pela dor e pela raiva por causa de uma enorme traição, o guerreiro Rio dedicou a sua vida à guerra contra os Renegados. Não deixará nada interpor-se no seu caminho – muito menos uma mortal com poderes para expor toda a raça vampírica. Mas agora um mal antigo foi despertado e aproximam-se tempos sombrios…

Para a jornalista Dylan Alexander, o que começou como a descoberta de um túmulo secular oculto acabou por se converter numa espiral de violência e segredos. Porém, nada é mais perigoso que o homem marcado e letalmente sedutor que surge das sombras para a puxar para o seu mundo de desejos sombrios e noite eterna. Ali ela não consegue resistir ao toque de Rio, mesmo enquanto revela uma ligação surpreendente ao seu próprio passado. Dylan tem então de escolher: deixar o reino noturno de Rio, ou arriscar tudo pelo homem que lhe mostrou a verdadeira paixão e os prazeres infinitos do coração.

Opinião: Rio é um guerreiro ferido. Não só fisicamente, mas principalmente psicologicamente. A traição de que foi alvo pela sua própria companheira, deixou-lhe marcas que, à primeira vista, parecem impossíveis de superar. Responsável por uma missão numa gruta em Praga, decide que talvez seja hora de pôr fim ao seu tormento. Até que Dylan lhe entra pela gruta a dentro e transforma o seu mundo.

Dylan é uma jornalista sensacionalista. Após uma notícia que poderia ter sido o seu salto na carreira ter dado para o torto, passou a escrever apenas histórias sobre extraterrestres e coisas irrealistas. Para ainda melhorar o ridículo da sua carreira no momento, Dylan tem o dom de ver mortos. São sempre mulheres jovens e bonitas que tentam comunicar com ela, embora ela não consiga comunicar com eles. Mais uma vez, aparece-lhe uma jovem mulher que a encaminha para um gruta. O que ela lá vai encontrar, vai mudar incontornavelmente a sua vida.

O Antigo foi libertado. Por quem? Estará cativo? De repente começam a surgir notícias de que guerreiros da Primeira Geração andam a morrer em condições estranhas e os Refúgios tentam abafar ao máximo essas notícias. Porquê? Sem dúvida que esta vertente da história está cada vez mais interessante. Neste volume é-nos desvendado o mistério sobre o Antigo e as consequências das acções de quem o controla são completamente imprevisíveis.

De todos os romances da Raça da Noite, penso que este foi o melhor. A escrita da autora melhorou imenso, mais madura e consistente. A história dos elementos da Raça tem avanços significativos e a história de amor é comovente e ao mesmo tempo forte, fazendo com que seja fácil o leitor ligar-se à mesma. Rio e Dylan são um par de personagens super interessante, cada um com as suas feridas, com as suas cicatrizes. Enquanto se descobrem é impossível ficar indiferente. Acompanhamos as suas lutas interiores e só podemos desejar que cada um conquiste a paz que inconscientemente procuram. Adorei.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide