Opinião: ‘O Diabo do Rio’ (Mercy Thompson #6) de Patricia Briggs

O Diabo do Rio (Mercy Thompson #6)

Patricia Briggs

Editora: Saída de Emergência

Colecção: Bang!

Sinopse: Bem-vindo ao mundo de Patricia Briggs, um lugar onde bruxas, vampiros, lobisomens e seres feéricos vivem lado a lado com os humanos. Só uma mulher invulgar como Mercy Thompson poderia sentir-se em casa num lugar assim. A mecânica Mercy Thompson sempre soube que havia algo de diferente em si, e não era apenas a sua paixão por carros. Mercy é uma metamorfa, um talento que herdou do seu falecido pai. Mas a jovem também consegue ver fantasmas, tornando-a parte de uma espécie ainda mais rara, os caminhantes. E se nunca antes recebera a visita do fantasma do seu pai, tudo vai mudar na sua lua-de-mel com Adam, um lobo Alfa.

Entretanto, algo terrível esconde-se nas profundezas do rio Columbia, causando vítimas inocentes. Quando Mercy conhece finalmente outros caminhantes, terá que aceitar a sua herança paterna e exorcizar o mundo da lenda conhecida como o Diabo do Rio… Qual será o preço a pagar? A sua vida? A de Adam? Ou o seu casamento?

Opinião: Que Patricia Briggs tinha feito de Mercedes Thompson uma das minhas heroínas preferidas, já nós sabíamos e mais uma vez não desiludiu. Em O Diabo do Rio, a autora relata-nos mais um episódio bastante atribulado da vida da nossa mecânica favorita.

Quando a mãe lhe telefona a perguntar se quer pombos para o seu casamento, Mercy sabe que não consegue aguentar muito mais a pressão. Fala com Adam e decidem casar-se dali a dois dias. Nem assim se livrou de uma tremenda surpresa, mas ao menos sem pombos…! Os dois, rapidamente decidem escapulir-se dali para iniciarem a sua lua-de-mel.

Ao início, tudo parece bastante pacífico num parque de campismo sem ninguém com todo o espaço só para eles. No entanto, a paz não tarda em acabar quando Mercy se vê obrigada a socorrer um homem dentro de uma barca no rio. Algo estranho habita lá e quando dá por si já foi ‘marcada pelo rio’.

É uma história que ronda bastante em torno de Mercy e das suas origens. Quem foi realmente o seu pai? Terá realmente morrido num acidente numa tentativa de matar vampiros? Haverão mais caminhantes como ela? Quem é realmente o Coiote?

Os sonhos que vai tendo em tons de premonições não auguram nada de bom e as perguntas que lhe vão surgindo são bem mais do que as respostas que lhe vão chegando.

Também a sua ligação e relacionamento com Adam está aqui em foco. Sendo Adam um Alfa completamente Dominante e Mercy uma mulher completamente determinada e nada submissa, vai sendo fundamental que arranjem um equilíbrio entre si e compreendam as naturezas um do outro.

Recomendo, sem sombra de dúvidas, esta série a todos os amantes do fantástico e do sobrenatural. A autora tem o dom de conseguir misturar vários elementos, sem exageros ou paninhos quentes e a componente emocional é sempre bastante madura e causa certamente impacto num leitor mais sensível. Adoro esta saga e vou continuar a segui-la atentamente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide