Ervas Mágicas – Estramónio (Propriedade e Curiosidades Históricas)

ERVAS MÁGICAS – ESTRAMÓNIO

Reino: Plantas

Família: Solanaceae

Regente planetar: Saturno

Região: América do Norte, México, América Central, Índia e Ásia

Habitat: Terrenos frescos e cultivados, margens de campos, vinhas

Também conhecido como Maçã-do-Diabo, Erva-do-Diabo, Figueira-do-inferno, Castanheiro-do-diabo, Erva-dos-bruxos, Erva-dos-mágicos ou simplesmente Estramónio.

O seu principal componente activo é a escopolamina, para além de outros componentes que funcionam como calmantes do sistema nervoso parassimpático. É alucinogénico e hipnótico. As suas longas folhas poderão ser fumadas mas nunca ingeridas. No entanto, é de salientar que o Estramónio pode ser altamente prejudicial para o coração. devido aos alcalóides tropânicos.

Datura Stramonium é largamente utilizada para projecção astral. Uma técnica habitual para a untura mágica que provocaria o voo visionário das bruxas consistiria em gordura de animal fervida com uma mistura de sumo de estramónio, cherivia, acónito, quinquefólio e beladona. Era depois adicionada fuligem à mistura, que posteriormente era espalhada por todo o corpo. Este composto dava lugar a uma experiência altamente visionária de projecção astral, que permitia o tradicional voo para o sabat. Um relato do séc. XVII refere que uma mistura de estramónio, mandrágora, meimendro e beladona tornariam qualquer homem que o bebesse num autêntico monstro.

O seu uso em práticas xamânicas é também extremamente antigo; sabe-se igualmente que os aztecas deificavam o Estramónio. Antigos textos chineses referem que uma recolha de igual quantidade de Estramónio e de Cannabis sativa em determinadas fases do ano poderia formar um anestesiante extremamente poderoso.

Algumas tribos da América do Norte utilizavam uma bebida de Estramónio nos seus rituais de iniciação. Diz-se que durante 20 dias ocorreria uma alienação mental acompanhada por uma perda de memória total. Quando a memória fosse recuperada. a vida era retomada já como adulto.

Conta-se que o uso do estramónio com propósitos mágicos teria uma consequência interessante, a par de outras plantes psicoactivas como a beladona e o meimendro. Diz-se então que estas plantas poderiam revelar sítios onde se escondem tesouros, por vezes acompanhados de uma figura feminina que poderia indicar uma entrada secreta onde se deveria penetrar.

Datura stramonium poderá ser utilizada para quebrar feitiços ou anular energias negativas, se espalhada pela casa.

S.V.R. em Mandrágora – O Almanaque Pagão 2009 “Usos e Costumes Mágicos da Lusitânia”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!