Opinião: ‘Estrada Vermelha, Estrada de Sangue’ de Moira Young

Estrada Vermelha, Estrada de Sangue

Moira Young

Editora: Editorial Presença

Colecção: Via Láctea #107

Sinopse: Estrada Vermelha, Estrada de Sangue é um thriller futurista, uma aventura épica que se passa num período pós-apocalíptico e extremamente violento. Saba, a protagonista, é uma jovem que viveu sempre em Silverlake, numa zona inóspita e quase deserta, até ao dia em que uma tempestade de areia traz consigo um bando de terríveis criminosos que lhe matam o pai e levam consigo Lugh, o irmão gémeo que ela adora. Saba vai investir toda a sua coragem na busca do irmão, numa demanda perigosíssima e empolgante que culminará numa apoteose de pura adrenalina.

Opinião: Estrada Vermelha, Estrada de Sangue é o início de uma carreira bastante promissora para Moira Young. Fazendo-se apresentar com um thriller em ambiente pós-apocalíptico com personagens que conquistam o leitor desde o início, a autora torna bastante impossível a missão de pousar o livro quando já se iniciou e sua leitura.

Saba e Lugh são dois irmãos nascidos no solstício de Inverno. Quando a sua irmã nasce, nove anos depois, a mãe morre ao dar à Luz e a partir daí as coisas nunca mais foram as mesmas. O pai desapaixona-se pela vida, Saba mal consegue relacionar-se com a sua irmã, culpando-a pela morte da mãe, e é Lugh quem vai mantendo a casa equilibrada.

Até que um dia um grupo de desconhecidos rodeia Lugh e raptam-no. ‘É ele.’, diz um dos vizinhos. Que terá Lugh de tão especial?

Saba decide logo ir à procura do seu irmão. Como conseguirá ela viver sem a sua presença, a sua alegria e a sua segurança? Movida por forças que não sabia ter até então, ela inicia uma viagem sem retorno que a mudará e marcará para sempre.

A acção é viciante. A certa altura, quando Saba se encontra na Jaula, faz-nos lembrar um pouco Os Jogos da Fome, quando eles já estão todos dentro do recinto a lutarem pela sua vida. Apesar de não ser tão sóbrio nem tão pesado, a tensão é imensa e a vida de Saba está sempre em perigo. Gostei muito do grupo que a autora arranjou para a acompanhar na sua aventura. Cada um à sua maneira, mostra-se indispensável para o sucesso da missão e é com agrado que vejo a relação entre Saba e Jack, um forasteiro que ela conhece na Jaula, evoluir.

A escrita da autora é simples, directa, mas ao mesmo tempo vai envolvendo o leitor e levando-o a acarinhar as personagens. Seja pelos seus tiques, manias ou apenas pela sua determinação e sentido de fidelidade para com os outros. Gostei bastante.

Estrada Vermelha, Estrada de Sangue - www.wook.pt

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide