[Opinião Blog Morrighan] Orgulhosamente Só. Chega da Falsidade!

Sim, é o grito guardado cá dentro nos últimos tempos. Quem acompanha o blog Morrighan desde o início, ou seja, nos últimos quatro anos, sabe que eu sou uma blogger relativamente calma, que se mantém à parte de polémicas e confusões. Já várias vezes tentaram envolver o Morrighan em diversas escaramuças, mas como eu vivo de consciência tranquila, cá continuo no meu canto a fazer o meu trabalho o melhor que sei.

Infelizmente, vários acontecimentos na blogosfera e nas redes sociais fizeram com que eu não aguentasse mais sem mandar um berro cá para fora. E por isso o “Orgulhosamente Só”. Passo a explicar… A blogosfera está completamente minada. Não se enganem… A simpatia de muita gente não passa de hipocrisia para na primeira oportunidade falar mal e colocar todos os defeitos do mundo a seja o que for. Neste mundo da blogosfera literária, as pessoas usam-se umas às outras para atingir determinados fins, sem olhar a meios para tal.

Já uma vez aqui falei sobre ser blogger nos dias de hoje (https://branmorrighan.com/2012/12/opiniao-blog-morrighan-ser-blogger-nos.html). Engraçado como passado este tempo todo, a situação ainda se tornou mais crítica. O veneno parece que começou a ser parte obrigatória de se ser blogger. Aliás, uma boa blogger é aquela que aponta o dedo a tudo o que mexe, colocando defeitos em tudo o que toma forma e ainda deturpando e distorcendo a real intenção do dito cujo.

Existem sussurros por aí que andam ansiosos por tomar uma voz. Sussurros que queimam à sua passagem tentando deixar um rasto pólvora até que alguém decida dar a cara por eles. E depois a coisa explode. Claro que sim!!! E aí a credibilidade, a exigência na veracidade das afirmações, toda uma imagem cai por terra. Tenham cuidado com os trilhos que pisam, pessoal…

Sinceramente sinto-me triste e desiludida. A maldade inerente nos comentários de certos elementos da blogosfera só me dão razão na minha convicção de me manter afastada da maioria. Relaciono-me com muito poucos bloggers e acreditem que são escolhidos a dedo.

Aos meus leitores, bem, aconselho-vos a que escolham bem os blogs que lêem porque alguns não passam mesmo de fachada. Parece tudo muito gentil, muito simpático, mas o que tiveram de fazer e de dizer para chegarem lá… Oh well… Nem sempre os fins justificam os meios. Tenho dito.

PS: Começo realmente a chegar à conclusão que não é à toa que tenho mais de 2000 seguidores e que já ultrapassei as 400 000 visualizações aqui no blog. Parece que ser honesto e ter personalidade própria compensa. Pensem nisso.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
20 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mil Estrelas
Mil Estrelas
7 anos atrás

Sofia eu não poderia dizer melhor. Eu também me sinto assim e fico bastante desiludida e triste. Quando eu comecei o meu blogue as coisas não eram assim. Aos poucos fui-me afastando das pessoas e dos seus blogues pela falsidade e pela crueldade.

E o pior de tudo é que se chegou ao ponto de não podermos ter gosto pessoal. Cheguei ao ponto de me sentir melindrada por gostar ou não de dados livros. A sério que sim! E isto é mesmo triste!!!

Quando vou escrever uma opinião penso sempre "o que é que as pessoas vão pensar de mim por ter gostado tanto deste livro?" percebes? Chegou a este ponto e isto tem de acabar. Não me vou deixar influenciar pela negatividade e agressividade das pessoas.

Os livros que eu leio fazem-me FELIZ e é por isso que eu os leio e que vou continuar a ler.

Ontem estive numa conferência com pessoas ilustres da literatura madeirense e não só e eles diziam que NÃO IMPORTA o que se lê! O que importa é que as pessoas leiam…e que não devíamos fazer juízos de valor.

Mas agora tudo o que se faça é avaliado, escrutinado e pisado apontando todos os ponto negativos. Estou bastante triste com o que se passa na blogosfera.

Só para finalizar não posso deixar de dizer que adoro o teu blogue, a tua coragem para falar abertamente de assuntos que eu não gosto de falar e da tua frontalidade. Continua assim e não tenhas dúvidas que o teu blogue cresceu tanto pela tua personalidade verdadeira e positiva.

Beijinhos
Sandra Sousa

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Olá Sandra,

Muito obrigada pelas tuas palavras. Eu sempre acreditei que ter uma mente própria e não ser influenciável me daria o conforto de consciência de que necessito para afirmar com convicção aquilo em que acredito.

Sou fiel a mim própria e a quem me lê. E quem segue o Morrighan poderá sempre contar com a minha sinceridade e frontalidade.

Um grande beijinho.

PS: Sei que no teu blog também posso encontrar sempre a tua opinião sincera. Isso é muito bom. Continua.

Madrigal
Madrigal
7 anos atrás

As opiniões deviam ser isentas e quem as lê devia ter uma perspectiva correcta sobre o livro em questão ou seja estou perante um livro que vou ler e recomendar ou estou perante um livro que leio num domingo á tarde e na segunda tb já me esqueci dele.
Eu gosto de livros difíceis dos grandes escritores mas tb aprecio um livro leve e fofo onde a escrita pode ser mázinha, mas até tem uma história engraçada, agora o que eu não quero é ler coisas que são completamente intragáveis, onde nada se aproveita a começar pela história e acabar nas personagens.
Na minha perspectiva um escritor sabe contar uma história ou sabe escrever e quem conjuga os dois é um génio, não existem muitos é verdade, mas se uma opinião reflectir a qualidade do livro ou as suas qualidades com isenção todos ficam a ganhar.

Unknown
Unknown
7 anos atrás

Não faço ideia do que ou de quem te levou a escrever este post. Mas digo-te que nada, na blogosfera, merece que te sintas assim. Ignora, não ligues. Escreve para ti, escreve o que te apetecer, só porque sim.
Beijinhos

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Madriagal, concordo com tudo 🙂

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Patrícia, muito obrigada pela tua mensagem 🙂
Sim, é isso que faço, mas a minha maneira de ser por vezes leva-me a que tenha que expressar o que me revolve as entranhas.
Um grande beijinho e obrigada mais uma vez*

Ivonne Zuzarte
Ivonne Zuzarte
7 anos atrás

É por coisas dessas que tenho andada afastada dos blogs e das leituras (leio a passo de caracol). Por um lado, sinto-me compreendida.

Até do meu ando afastada, tenho-me sentido mesmo mal com certas coisas que vejo (e nem sei dizer que blog ou blogs são, talvez seja mesmo do ambiente em si…). E foi também por isso que me recusei a parcerias. São demasiadas confusões e eu não me quero chatear.

Tentei promover o bloguivismo como forma de tentar – eu sei que é utópico – promover um bocadinho o bem-estar, mas também tem de partir das pessoas. Fiquei mesmo triste quando me disseram que a iniciativa não ia levar a lado nenhum… 🙁 pois…

Como disse, Sofia, tenho andado afastada dos blogs, desde fevereiro por aí, mas este post tive de comentar. Às vezes, confesso, chego a criticar interiormente as coisas, mas depois coloco a mão na consciência… Cada um é como cada qual, e não temos de criticar. às vezes, é inevitável. Primeiro olhamos e apontamos para nós, depois apontamos o dedo aos outros, se tiver de ser…

Enfim… é como dizes, tens os teus seguidores e conseguiste-os graças à honestidade que te caracteriza.

Clarinda
Clarinda
7 anos atrás

Muita força e continua o teu bom trabalho. Eu já desisti de entender o que se passa. O meu espacinho não tem a dimensão do teu, até porque é "mais pessoal". Não tenho querido parcerias e ainda bem porque a guerra está instalada e basta uma ou duas ervas daninhas para estragar o canteiro. É de lamentar!

Unknown
Unknown
7 anos atrás

Olá. 🙂
Não sei o que motivou o teu desabafo mas também não preciso saber. Basta-me imaginar… Tenho visto cada vez mais bloggers chateados e desiludidos entre si.
Também tenho um blogue, daqueles pequenos e "caseirinhos".
Apenas publico o que penso sobre os livros que leio. Tento ser sincero e directo. Às vezes sou elogiado, outras,felizmente poucas, – e só quando critico "primas donas intocáveis" – quase parecem querer disparar sobre mim. Por vezes digo uns palavrões. Tenho poucos seguidores. Mas sabes que mais? Estou-me nas tintas para isso. Tenho um grupo assíduo de comentadores com os quais tem sido possível fazer boas, ricas e muito divertidas discussões sobre aquilo que importa discutir, os livros.
Essas guerras de que falas e eu sei que as há (e muitas por motivos de caca – desculpa não sabia se podia escrever merda LOL) passam-me ao lado. Não entro nesse jogo e penso que o teu desabafo é coerente com o meu próprio pensamento. Continua no caminho que achas ser o melhor. Afinal de contas somos nós que decidimos o destino das nossas publicações, não os outros.

Boas leituras e boa continuação, Sofia.

Charm & Lovely
Charm & Lovely
7 anos atrás

Também eu, há uns tempos, tive de criar uma nova atitude na blogosfera, e o núcleo de pessoas com quem falo é bastante mais restrito do que inicialmente.

Tive de adoptar uma atitude mais distante, também para evitar conflitos e temos todos de ter presente que nunca vamos agradar a Gregos e Troianos.

Resta-nos fazer o nosso trabalho o melhor que sabemos e podemos, e aí, somos imunes a vozes discordantes.

Os blogues devem projectar as nossas experiências literárias como as vivemos, e vamos sem dúvida crescendo e evoluindo, erros todos cometemos e vamos continuar a cometer, porque somos humanos e tal faz parte da nossa condição.

A dado momento, no meu início na blogosfera, as críticas eram tão cerradas e agressivas em dados núcleos que cheguei a ponderar sair, admito que cheguei a sentir-me atingida pessoalmente, depois reconsiderei e decidi desligar-me desses núcleos e não estou arrependida.

Sofia, keep on the good work, e não ligues a vozes dissonantes, nunca vamos agradar a toda a gente, mas isso faz parte da natureza humana.

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Muito obrigada a todos pelos comentários.

Charm&Lovely penso que tudo o que disseste exprime bem parte da minha atitude na blogosfera. Não sou mainstream, não pretendo andar com manias que não tenho e muito menos tentar mostrar coisas que não sou.

Agradeço mesmo a todos os que comentaram o vosso apoio e carinho porque, garanto-vos, é por vocês que continuo sempre com esta dedicação toda.

Um grande beijinho e boas leituras!

FLAMES (Mariana e Roberta)
FLAMES (Mariana e Roberta)
7 anos atrás

Muito boa tarde:
Concordamos com o que foi dito no post… e ficamos triste que esses sejam os teus sentimentos. Vivemos num mundo em que se apregoa tanto a liberdade, mas cada vez mais vemos que a liberdade é condenada… enfim.. é estranho. Esperamos que continuem sempre a publicar o que pensam e sentem, independentemente do que vos digam ou criticam. A nós também já aconteceu sermos criticadas por gostos, o que é estranho pois desde pequeninos que ouvimos a máxima do "gostos não se discutem". Nós, no nosso blogue, vamos continuar a ser sinceras e a apostar em escrever o que sentimos e pensamos. Por favor, continuem assim também 🙂

Inês Santos
Inês Santos
7 anos atrás

Eu ando um pouco perdida porque não me apercebo de nada. Antes andei numa fase de ver copianços por todo o lado, por isso se isso se inclui nas tuas falsidades entao percebo te.
Mas ate pensava que estava tudo mais calmo.

Força nisso.

Sofia Pinela
Sofia Pinela
7 anos atrás

Confesso que me sinto aliviada por ver que não sou só eu que me sinto assim… Sou nova por estas paragens. Também tenho um blog que criei há alguns meses para falar dos livros que vou lendo, e tenho poucos seguidores (mas bons!). E desde cedo que me deparo com pessoas cheias de si, que acham que fazem criticas literárias e na verdade passam mais tempo a insultar e a gozar com a pessoa que escreve os livros do que propriamente a criticar os livros em si. E refiro que "criticar", segundo o que aprendi na escola, não é dizer mal. É referir as coisas boas e más de um trabalho para que o autor possa crescer e trabalhar mais nos pontos menos bons. Não ser mesquinho ao ponto de fazer com que as pessoas tenham vontade de se pendurar de um chaparro. Até eu fico vontade de o fazer quando vejo estas criticas ao trabalho dos outros. "Céus, era mesmo preciso dizer isto??" Até já vi implicância com o pessoal que mete as sinopses dos livros nos blogs, como se fosse um absurdo fazer tal coisa. Na altura também explodi e deixei o meu desabafo pelo meu blog. Chego à conclusão que se esquecem, ou nem se importam, com aquilo que realmente nos trás aqui: o gosto pela leitura

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

FLames, Inês e Spinelli, sábias palavras.

A verdade é que seja a falar de livros ou de projectos que envolvam livros, ultimamente preocupam-se mais em meter defeitos e em deitar a baixo do que a tentar elevar o gosto pelos livros.

Deixa-me triste que tanta gente se sinta assim.

Que fique esclarecido que a mim, pessoalmente, ninguém me atacou. Eu apenas estou tão farta de ver mediocridade por aí e tanta falsidade que tive necessidade de me expressar.

Um grande beijinho e todos e façam o que mais gostam… Partilhem o vosso amor pelos livros 🙂

Boas leituras!

Mónica Durão
Mónica Durão
7 anos atrás

Oh minha querida… então mas essa situação que descreveste é igual em todos os lados/sectores da nossa sociedade… Eu não sou blogger activa, escrevo umas coisitas lá meu cantinho das vaquinhas, e sou extremamente selectiva nos blogs que leio sempre que posso. O teu é um deles já faz mais um ano e tive oportunidade de te o dizer pessoalmente. Desde que te mantenhas fiel a quem és, o resto… meh!!!!

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Mónica, minha querida, sei que tens razão, mas na web torna-se ainda mais flagrante por se esconderem atrás de um ecrã…

Mas eu vou continuar com o meu trabalho e sei que tenho o vosso apoio.

Um grande beijinho e obrigada pelos teus comentários *

Jojo
Jojo
7 anos atrás

Sofia, tu sabes o que eu adoro este teu cantinho apesar de não comentar muito, sou visitante assídua!:)
Sinceramente, não percebo o porquê destas guerrinhas estapafúrdias. Cada blogue é uma imagem do seu criador. São gostos diferentes e qual é a espiga? Lê quem quer… Quanto às intrigas para ver quem é o "melhor", ou quem tem parcerias, quem conhece mais gente dita importante, parecem coisas de miúdos de escola primária além de que muitos tem críticas ou opiniões enviesadas e não verdadeiras. Ainda há pouco tempo eliminei imensos blogues desse género da minha lista. Não há paciência… Prefiro a honestidade à quantidade! E o teu blogue é um dos que mais estimo.:)

E permite-me dizer também que tenho muitos seguidores (obrigada!) e milhares de visitas por dia e não me coíbo de dizer o que realmente penso.Sofia, tens razão: ter personalidade própria compensa!

Beijinhos*

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Jojo! Ora nem mais! Testemunho perfeito!

Como bem sabes o sentimento que nutro em relação ao teu blog é recíproco. Sigo-o desde sempre e confio plenamente nas tuas opiniões. Se houvessem mais blogs e bloggers como tu… Aí sim, estaríamos bem entregues.

Um grande beijinho e obrigada pelo teu comentário*

Cláudia Andrade
Cláudia Andrade
7 anos atrás

Querida Sofia o que te posso dizer quando a própria CGD cancela uma campanha com a Saída de Emergência porque os livros não eram adequados ao posicionamento do banco?!

O que importa como já referiram, e como já falamos anteriormente, não é o que se lê mas sim que se leia, que sejamos sinceros ao opinar sobre o que lemos e que não temos de ser julgados pelo facto de o fazermos.

Tenho estado afastada há umas semanas do meu blog por motivos profissionais e académicos, e só eu sei o quanto me custa estar afastada dos livros e do teclado nestas alturas, pois é libertador poder ir para outros mundos através das letras. E sinto imensa pena que por vezes isso não seja compreendido, que não entendam e pior, que ainda critiquem algo que devia ser livre: os nossos gostos!

Mas continuemos com os nossos blogs, pois ainda temos seguidores que o merecem, e acima de tudo façamos o que nos faz felizes 🙂

Beijinhos
Cláudia (Patty_sc)

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide