Escritos Aleatórios #26

“A desilusão é um sentimento tão poderoso que parece que arrasa connosco e nos destrói de dentro para fora. Não existe pior sentimento do que a humilhação através da desilusão. Perguntamo-nos como é que é possível que alguém, alguém que amávamos e a quem dávamos tudo, consegue, de um momento para o outro, descartar tudo, desvalorizar tudo, pisar o que lhe oferecemos com todo o nosso ser e ainda virar costas sem um único olhar para trás para verificar a destruição que deixou.

Esta última acção explica-se facilmente: esse alguém não é capaz de encarar a sua própria cobardia. Pode parecer absurdo confrontar-vos com isto, mas existem pessoas que não querem ser felizes, que têm medo da felicidade. Quando os elementos se conjugam para lhes proporcionar uma nova etapa na vida, quem sabe até uma pessoa que lhes faz sentir bem e completos, arranjam maneira de estragar tudo. Uns porque acham que não merecem, que são demasiado medíocres, outros porque apenas não sabem lidar com esses sentimentos.

Resultados? Vagueiam por aí entrando e saindo da vida de outros, conquistando e abandonando-os sem se importarem se de alguma maneira estão a destruir algo que podia ter significado, que podia servir para fazer mais do que uma pessoa feliz. Por vezes, ficam tempo suficiente para acreditarem, e fazerem acreditar, que algo bonito está a ser construído, para logo a seguir o medo e a cobardia se tornarem mais fortes e destruírem tudo. É este egoísmo, esta falta de amor próprio e este desprezo por quem os ama que nunca vou conseguir entender. Mais valia que nem nunca se atrevessem a perturbar a paz de terceiros. Se se querem destruir, façam-no sozinhos já que não aceitam a ajuda de ninguém e se for preciso ainda deixam um rasto de podridão atrás.

Volto a dizer: não existe, mesmo, pior sentimento que a desilusão. “

Morrighan 23/09/2013 – 09:13

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!