Em Fevereiro pela Companhia das Letras: O Irmão Alemão, de Chico Buarque

O Irmão Alemão é inspirado numa história real da família de Chico Buarque.

Aos 22 anos o músico descobriu que tinha um irmão alemão.

LIVRO

Sergio Buarque de Holanda, reputado historiador e crítico literário, pai de Chico, vivera na Alemanha entre 1929 e 1930, enquanto correspondente de um jornal. A efervescente Berlim dos anos 30 serviu de cenário a um romance com uma mulher alemã, de quem teve um filho que nunca chegou a conhecer. Chamava-se Sergio Ernst.

Quase cinco décadas depois da descoberta, Chico Buarque decidiu fazer da existência desse irmão – e do silêncio em torno dele –a matéria do seu próximo romance. Mas antes precisava de saber exactamente o que lhe acontecera.

Dessa busca nasce este romance. Magistralmente conduzida por um narrador obsessivo, delirante, megalómano e profundamente solitário sem o querer ser, a narrativa enreda o leitor numa trama em que realidade e devaneio se confundem permanentemente. A páginas tantas, a busca de narrador e autor passa a pertencer igualmente ao leitor, também ele desesperadamente procurando esse irmão desconhecido.

A imprensa brasileira afirmou que O Irmão Alemão «encanta não só pela história, convincente e bem levada, mas pela maneira como Chico a conta» (Humberto Werneck – Estadão); na qual «não há uma palavra mal escolhida, nenhuma frase fora do ritmo, nenhum parágrafo a que falte estrutura (…), nenhum capítulo que não acabe no momento certo» (Marcelo Coelho – Folha de S. Paulo), sendo «o humor uma das forças do romance, como também o são o domínio da frase, da oralidade, do ritmo do discurso» (Alcides Villaça – Estadão). Fernando Barros e Silva, da revista Piauí, resumiu desta forma o mérito do romance: «Chico Buarque escreveu provavelmente o romance da sua vida.»

Com perto de 100 mil exemplares impressos no Brasil, o romance terá uma primeira tiragem de 12 mil exemplares em Portugal, onde o autor costuma garantir o sucesso junto da crítica e dos leitores.

O Irmão Alemão é o quinto romance de Chico Buarque, que já havia publicado Estorvo (1991), Benjamim (1995), Budapeste (2003) e Leite Derramado (2009), pelo qual ganhou o Prémio Portugal Telecom de Literatura.

O novo romance de Chico Buarque, assim como o programa da Companhia das Letras, serão apresentados em Lisboa, na Fundação José Saramago, no dia 12 de Fevereiro, pelas 21h30 horas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide