Opinião: Ensina-me a Amar, de Jess Michaels

Ensina-me a Amar

Ensina-me a Amar
Jess Michaels

Editora: Quinta Essência

Opinião: Jess Michaels, ora aí está uma autora que para mim já tem um carimbo de que (quase) de certeza me vou divertir ou descontrair a ler os seus livros. Comecei com o Tabu, um livro que me surpreendeu pela ousadia de romper tempos idos com uma onda de erotismo tão condenável na altura, e desde então tenho lido todos os seus romances publicados em Portugal. Ensina-me a Amar foi publicado agora em Setembro e pouco depois de ter chegado cá a casa já eu pegava nele. Li-o por inteiro entre uma tarde e noite de Domingo, o que mais uma vez confirmou o quão leve é a leitura, sem que lhe retire o entusiasmo e o fascínio pela descoberta. 

A história que esta obra nos traz é passada, à semelhança dos outros livros, numa sociedade onde o decoro e as aparências têm muito peso, mas onde também as amantes são permitidas e até acarretam algum estatuto com elas. Vivien, uma mulher que se tornou poderosa com o tempo, começou por ser apenas uma amante para agora governar uma casa onde emparelha nobres com mulheres que acha adequadas. A confiança em Vivien é tal, que muitos a procuram. Inclusive mulheres potencialmente desesperadas, como aconteceu com Lysandra.

Por um infortúnio que não pôde controlar, a sua situação familiar e financeira degradou-se a um estado tal de desespero que não viu outra solução senão ser acolhida por um senhor da sociedade como sua amante. Mesmo sendo virgem e totalmente inexperiente, decide arriscar.

Vivien, não conhecedora da totalidade da história, mas em sobreaviso, confia Lysandre a um protector temporário para a iniciar nas lides do amor. Andrew é apresentado a Lysandra à distância, enquanto esta esperava num jardim, ele olhava para ela de uma varanda superior de Vivien. A atracção foi de tal maneira forte que deu por si a dizer que aceitava, mesmo com todo o peso que carregava consigo, incluindo a promessa de nunca mais voltar a um estilo de vida que no passado já tinha sido seu.

A partir dali a trama toma toda a uma vida baseada na curiosidade, na sensualidade, mas também na exploração de emoções não totalmente compreendidas. O que mais gosto na escrita de Jess Michaels é mesmo esta capacidade de criar protagonistas cativantes. As personagens femininas não são desprovidas de cérebro nem vazias, pelo contrário, transmitem as inseguranças e as lutas de mulheres que procuram o seu lugar, mesmo quando passam por provações potencialmente humilhantes. Já os personagens masculinos há-os para todos os gostos.

Aqueles por quem nos afeiçoamos e aqueles que sabemos que vamos detestar desde o início. Existe intriga, paixão, erotismo e suspense suficientes até ao fim para nos manter presos ao enredo até ao fim. Não sou a mais fã leitora de eróticos, embora já tenha lido alguns, mas de todas as autoras que tenho lido, Jess Michaels é das que mais gosto, das que melhor sabe equilibrar os ingredientes que gosto num romance sensual de época. Para quem gosta do género e ainda não leu nada desta escrita, recomendo! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide