[Queres é (a) Letra! Especial Exclusivo] Serotonin – Mira, Un Lobo

Já não sei precisar bem quando é que conheci o projecto Mira, Un Lobo, mas penso que não será demais dizer que já faz pelo menos um ano. O projecto a solo de Luís F. de Sousa surpreendeu-me desde o início, apenas com Serotonin e Newborn Killers lançados, com a profundidade e textura sonoras. Há, nas músicas de Mira, Un Lobo, algo que se entranha em nós e que de bom grado vestimos como uma segunda pele. Como poderão ver na informação oficial, já de seguida, elogios não faltam a este primeiro avanço de um disco que está prestes a sair e que promete vir a despertar os sentidos de quem ouvir. O nome da música não é vão, são músicas extremamente sensoriais, de uma embriaguez de sentidos em que a união entre a adversidade e a superação atinge o seu auge. Mas não vos ocupo mais tempo com as minhas inócuas palavras quando comparadas com a música. Ouçam e deixem-se levar! 

Mira, un Lobo! – o artista português que, na ressaca de um despedimento, cria um disco a solo que o catapulta para um contrato discográfico internacional. 


Há algo em Mira, un Lobo! que atinge o nervo poético de algumas das referências do nosso tempo: o blogger americano Kavit Sumud (“The Sights and Sounds”, “Indie Shuffle”) é inspirado por uma “complex electronica, cascading circadian rhythms … serotonin streams and dopamine dancefloors”. O blog inglês “Repeat Button” maravilha-se com as paisagens exuberantes que são “unbelievably, inexplicably, insanely intoxicating (…) synths so sublime I feel like maybe heaven is actually here on earth.”


De vez em quando, surge um projeto musical que tem a capacidade de inspirar tais elogios. A grande arte nasce, muitas vezes, de tempos difíceis… e um esplendor celeste assim descrito é reflexo de uma vida em terra firme. O português Luís F. de Sousa, que assinou pela editora alemã Tapete Records, conhece as difíceis realidades da vida: “Subjugados pela crise, desemprego e depressão, vivemos dormentes, escondidos debaixo dos nossos lençóis, à espera que o sono chegue para espantar ou adormecer as nossas preocupações. Mira, un Lobo! permite-se a sonhar, ainda que acordado, enfrentando as adversidades, distraído e despreocupado com toda e qualquer consequência.”


Assim é “Serotonin”,  o single de apresentação do disco de estreia de Mira, un Lobo!, que como o neurotransmissor que lhe dá nome, num balanço lento mas catártico, se propõe a espantar a mais teimosa das depressões. O vídeo oficial, gravado em Londres pela dupla britânica Chris Lee e Paul Storrie, responsável por vídeos como “Wildfire” de SBTRKT, espelha na perfeição em imagens o que a música nos quer revelar.


I’m holding on

drifting 

I’m sure you know

I wish you’d stop

asking 

let me sleep and flow


I’m holding on

wondering

I’m sure it shows 

So take my nod 

as an answer 

and let me sleep and flow

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!