[FreshFindings] Descobrindo Altvater com This Pertains To Solitude

Ficarei sempre fascinada de cada vez que ouvir uma canção capaz de mexer com as minhas emoções e/ou capaz de me elevar a dimensões desconhecidas, porém reconfortantes. “This Pertains To Solitude”, tema the Altvater (compositor e produtor do género chamado downtempo electronica), tem raízes numa espécie de fusão de electrónica com trip hop cinematográfico. Este é outro caso em que o artwork combina perfeitamente com as sonoridades exploradas. Da electrónica à percussão, passando por um piano que nos toca na alma, surge também uma voz etérea que, juntamente com sons da natureza, complementa na perfeição o cenário de uma canção que nos leva a caminhar pela introspecção. 

Perguntei-lhe em que é que se costuma inspirar para compor: I am inspired by all forms of art, whether it be books, paintings, music, etc. I really enjoy the more introspective artists (Egon Shiele, Chiam Soutine, van Gogh) and writers (Haruki Murakami, David Foster Wallace) and so I believe that my music kind of shares these feelings of introspective. 

Em relação a este tema em específico, o artista diz que: The idea for “This Pertains To Solitude” came from an old family photo that I had come across maybe a year ago (all my album artworks are old family photos) that was of a Native American dancing by firelight with a crowd watching. And after I had the piano line, I added the fire, crickets, cello and then song just really expanded from there. Unfortunetly, I had to use another photo for the album but at least it was the inspiration behind the sounds. 

A sua primeira música a ter uma edição física foi numa edição no Vinyl Moon’s Volume 39 (vinyl compilation record) it was just awesome to be a part of that. Em relação ao que espera que quem o ouve possa sentir: I just really hope the listener “feels” something from my music. Sad, happy, thoughtful, angry; anything, just please something.

Pessoalmente acho que a sua música tem essa capacidade e muito mais. A imagética é rica e o seu universo tem imenso potencial. É ficar atento e seguir 🙂 

Música adicionada à playlist do blogue FreshFindings no Spotify.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!