Marinho lança o seu primeiro single, Ghost Notes

Não é nova nestas andanças da música, mas eis que renasce em nome próprio com o seu primeiro single Ghost Notes. Falo de Filipa Marinho que certamente soará familiar a qualquer pessoa que já se tenha relacionado com o circuito da música independente, e não só. Poderia dizer que este lançamento foi uma surpresa, mas na verdade não foi. Marinho é apaixonada pela música com todo o seu ser e penso que isso se torna palpável neste tema. Preparem-se, irão ficar com o refrão durante uma pequena eternidade na vossa cabeça! Estou curiosa por ouvir mais. 

Música adicionada à playlist FreshFindings do Spotify.

Ghost Notes é o tema que apresenta ~ (ler ‘til’), o disco de estreia de Marinho. O primeiro single da artista foi lançado a 8 de Março, e revela-se como o vértice de uma produção ascendente, emocionalmente intensa, que procura fazer as pazes com apegos amorosos por dissolver.

Construída a partir da simplicidade das raízes da música folk norte-americana, a canção convoca emoções indefinidas, transformações comprometidas e romances contorcidos indistinguíveis da realidade pessoal da própria autora.

A estreia coincidiu com o Dia Internacional da Mulher. Marinho explica: “A escrita desta canção e deste álbum coincidiu com um crescente lado feminista. Senti-me inspirada por muitas mulheres que pegam na guitarra para compor. Essa representatividade é-me muito importante e teve um papel essencial na minha vontade de fazer música, por isso lançar a ‘Ghost Notes’ no Dia da Mulher resultou numa coincidência cósmica que me fez muito sentido.”

Gravado no Black Sheep Studios e masterizado por Philip Shaw Bova (Marlon Williams, Feist, Andy Shauf), o álbum tem lançamento previsto para o Outono de 2019 e conta com a participação de Monday, Diogo Sousa, Carlos ‘BB’ António, Francisco Dias Pereira e Guilherme Marinho.

like the ghost notes I could hear

in your whispers and sighs

the things you didn’t say

the notes you didn’t sing

and I was left with all the songs

that I wanted to play

all parts of me wanting to love you

have fallen asleep

fallen asleep

all parts of me wanting to love you

have fallen asleep

I’ve fallen asleep

and now dreams are the only place

where my feelings survive

oh you were such a cliche

like a jazz version of a hit song

and it used to keep me up all night

all summer long

all parts of me wanting to love you

have fallen asleep

fallen asleep

all parts of me wanting to love you

have fallen asleep

I’ve fallen asleep

and now dreams are the only place

where my feelings survive

all parts of me wanting to love you

have fallen asleep

fallen asleep

all parts of me wanting to love you

have fallen asleep

I’ve fallen asleep

and now dreams are the only place

where my feelings survive

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide