Patient Hands com novo single “Stasis”

A minha relação com Patient Hands foi uma espécie de amor à primeira vista. Lembram-se do tema que divulguei anteriormente (podem ouvir aqui)? Existe uma melancolia e uma atmosfera tão intensas nas suas músicas, sem nunca me deixarem triste, que me fascina. É como se encontrasse consolo e compreensão num recanto um pouco mais escuro da alma. A forma como joga com os ambientes electrónicos e os efeitos na voz, leva-nos para esse universo etéreo, fugaz, mas também urgente e pertinente. Os temas das suas canções têm sempre muito que se lhe diga. Deixo-vos no deleite de mais uma bela canção de Patient Hands.

I originally released Stasis under the name “Living Room” (hence the opening line of I Shaved My Father’s Face: “Masturbating in a bar bathroom/Why did I call myself ‘Living Room’?”). Having now rebranded, I am reviving the album, which I pulled from the internet long ago. Recorded at the tender age of 19, Stasis is a coming of age: it is my attempt to make sense of a confusing time, and to understand my place in a family. The work attempts autobiography, with soundscapes that recall the literal sounds of my experiences with ayahuasca in the Peruvian Amazon, field recordings of my family together after a funeral, and artwork of myself, and my older brother. The original release featured a full-length companion video made by my long-time collaborator Zachary Knuttila (see our drone project: Lying Light in the Quiet), with Weird Canada calling it a “…resplendent multisensory tapestry.”

Mais música fresca aqui: https://open.spotify.com/playlist/6BMhkAAHPxCEeBb2zodTUt?si=irCaDSwVR8e3lp0ehqCgqA

You can haunt my mind’s eye,

I’m still terrified that you will die,

You can blind all my time,

I’m held in Stasis by your eyes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide