Awen

Esta pequena palavra de origem galesa, é hoje em utilizada na sua forma primitiva por ser de díficil tradução. Como tentativa próxima de tradução dizemos que Awen significa “Insipiração”.
Era um termo muito usado entre os Bardos (uma das três categorias do Druidismo – Bardos, Ovates e Druidas, de que falarei mais tarde sobre cada um delesindividualmente) como fonte de inspiração para as suas músicas ou poesias.
Outros significados dados a esta pequena palavra são: “espírito que flui através de nós”, ou “espírito que inspira”.

Awen é assim a sensação de vida que nos arrebata ao permitirmos que as nossas sensações se manifestem através do nosso corpo.
Quando respiramos, ao inspirarmos e enchermos os pulmões de ar, garantimos a nossa sobrevivência. Mas após cada inspiração deve haver uma expiração, um esvaziamento dos pulmões, para que o ar seja renovado, oxigenando o nosso sangue.

Assim acontece com a vida: o mundo em que vivemos inspira-nos, e nós reagimos “expirando”, devolvendo aquilo que recebemos.
E a chave é transformar esta inspiração em acção. Não podemos apenas inspirar e expirar à espera que que tudo nos venha cair aos pés.
Quanto mais inpirarmos e agirmos, mais inspirado ficará o mundo pois as nossas acções se transformarão na inspiração do mundo.

Nós inspiramos o que o mundo nos dá, e o mundo inspira o que nós lhe damos.

A inspiração que obtemos ao contemplar uma obra de arte, ao ouvir uma música, ao escutar uma notícia – seja ela boa ou má – é a resultante do encontro da nossa alma com a alma da arte, da música ou da notícia.

Para a compreensão dos processos, o druida sabe qual a melhor forma de canalizar essa inspiração para obter o melhor resultado.

Awen é a chave do druidismo: a busca do druidismo por uma vida melhor passa pela compreensão de que tudo o que fazemos, todos os nossos gestos e palavras, são como “sinapses” que tocam e transformam o mundo à nossa volta.

Para um druida, o mundo, todo ele, é fonte de inspiração, a vida em todas as suas formas e facetas é poesia. Por isso, a tradição dos bardos – poetas e contadores de mitos e lendas – é tão importante no druidismo.

Morrighan

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hatecraft
Hatecraft
11 anos atrás

Óptimo post, parece-me uma óptima palavra para enriquecer, por exemplo, poesia. Anseio pelos posts de explicação das vertentes do Druidismo.

Morrighan
Morrighan
11 anos atrás

Ainda bem que gostaste 🙂

É verdade, Awen consegue ser uma palavra muito poderosa 🙂
Tentarei ainda este mês colocar três posts dedicados a cada "escalão" do Druidismo. Bardos, Ovates e Druidas 🙂

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide