Entrevista a Vitor Frazão – Escritor Português

Na minha demanda de vos dar a conhecer Autores Portugueses, hoje apresento-vos mais um – Vitor Frazão – que apesar de ainda não ter lido o seu livro, após explorar o seu blog, acho que tem imenso potencial e estou curiosíssima de ler a sua obra.

Aqui fica então um pouco sobre o Vitor na primeira pessoa:

Nasci a 16 de Junho de 1985 nas Caldas da Rainha e fui criado em São Martinho do Porto onde fiz a escolaridade até aos 12º ano altura em que ingressei na Licenciatura de Arqueologia e História da Universidade de Coimbra. Formei-me em 2007 e, desde então, tenho-me dedicado ao acompanhamento arqueológico de obras em meio terrestre e subaquático. Claro que este é apenas um trabalho para pagar as contas, aquilo que realmente quero fazer é viver de escrever, porém, enquanto isso não é possível…

ProjectoCrónicas Obscuras

A vingança do loboé apenas o primeiro livro de Crónicas Obscuras, uma colecção de dark fantasy, no estilo de low fantasy, em que as suas histórias não decorrem num planeta distante ou mundo paralelo mas nas sombra do nosso próprio mundo.

A ideia por detrás de Crónicas Obscuras é bastante simples: pegar em várias criaturas mitológicas e trazê-las para um realidade mais próxima da nossa, colocando-as em histórias de interesse próprio, ou seja, narrativas em que manteriam a relevância mesmo que desprovidas do teor sobrenatural.

Por exemplo: se tirarmos o conteúdo sobrenatural a Crónicas Obscuras – A vingança do lobo, continua a ser uma história de como a vingança de um indivíduo afecta a vida de vários, efeito esse que na obra podemos ver através da perspectiva de várias personagens, cabendo o leitor decidir com qual personagem mais se identifica.

Como surgiu o projecto?

Desde que me lembro sempre gostei de todas as histórias que incluíssem criaturas fantásticas e monstros. Quanto aCrónicas Obscuras – A vingança do lobopropriamente dita a ideia original surgiu-me pouco antes de entrar na Universidade mas como esses foram tempo um pouco conturbados só comecei a escrever depois de me formar.

Influências

Tal como qualquer autor fui influenciado (quer me aperceba ou não) por todos os filmes, séries e livros que alguma vez vi ou li, todavia, se tivesse de apontar uma influência teria de ser a série ER.

Okay, eu sei que não faz muito sentido mas vou tentar explicar-me. Tendo em conta a idade com que comecei a ver Er, esta série foi a minha primeira experiência com narrativas mais complexas, nas quais nem as linhas entre o Bem e o Mal são definidas, nem os “bons” ganham sempre. Com Er aprendi as vantagens duma história não possuir apenas uma ou duas personagens centrais, sobre os quais assenta toda a narrativa, mas antes um vasto leque, para procurar manter o interesse de vários tipos de leitores. Imagino que diversas outras influências estejam patentes na minha escrita mas esta parece-me a mais flagrante. Desafio os cibernautas a darem a vossa opinião, pois provavelmente à distância conseguirão ver traços que a mim me escapam.

Projectos Futuros

Como disse Crónicas Obscuras – A vingança do lobo é apenas o primeiro da colecção, sendo que tenho ideias para várias outras. Não querendo prometer para depois não cumprir, direi apenas vagamente o que pretendo fazer (arriscando-me assim a agoirar). Num futuro imediato, A vingança do lobo terá três a quatro sequelas, que com ela estarão directamente relacionadas (envolvendo, por exemplo, algumas das personagem originais), embora cada uma das quais serão histórias de direito próprio, não carecendo da leitura da anterior para serem entendidas.

Não obstante, para Crónicas Obscuras também se encontram programadas narrativas (algumas das quais pequenos contos) que nada terão a ver com o primeiro volume da colecção, passando-se apenas no mesmo universo literário.

Apresento-vos agora o seu livro:

A Vingança do Lobo

Vitor Frazão

Chiado Editora

Sinopse:No Parque Nacional de Olympic, sobre um crepúsculo enublado, dois campistas são atacados.

Dias depois, em pleno Parque Central de Nova York, três corpos aparecem mutilados, alimentando a imaginação dos media. O que eles não sabem é que ambos os crimes são mais do que aparentam…

Dez anos após ter desertado do seu clã, Lance “Meia-Raça” Fenrison, um lobisomem híbrido, volta à cidade Nova York para se vingar do homem que lhe matou a mulher e a filha. No outro lado do espectro está Isabel Martínez, uma agente da polícia, que ao encontrar-se acidental com Lance é atirada de cabeça para uma realidade que nem sonhara existir, levando-a a duvidar da própria sanidade.

O mero regresso de Lance à Grande Maçã acaba por ter mais repercussões do que este poderia imaginar e, sem dar por isso, o licantropo vê-se alvo não só dos Obliteradores, uma sociedade dedicada ao extermínio de todas as criaturas paranormais, como do seu próprio clã. Vale-lhe uma inesperada e invulgar aliada, Eleanora “Lâmina Sangrenta” Reeve, uma vampira atípica, que tem uma única e ambiciosa missão: unir todas as divergentes espécies de Ocultos, o nome colectivo dados aos seres sobrenaturais, contra os Obliteradores que insistem em caçá-los.

Obliteradores obcecados e inflexíveis; lobisomens belicosos e tribalistas; vampiros inteligentes e intriguistas; feiticeiros poderosos e vulgares humanos que vivem as suas vidas, ignorando que em plena Nova York do século XXI o sobrenatural continua tão forte como em qualquer supersticioso e atrasado canto do mundo medieval.

Para completar, visitem oblog Crónicas Obscuras que é um espaço para apresentar o mundo de Crónicas Obscuras, com as espécies, personagens e grupos que dele fazem parte. Um pequeno levantar do véu mas evitando os spoilers.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hatecraft
Hatecraft
11 anos atrás

Gostei do que li na entrevista, o que não quer dizer que tenha possibilidades de vir a ter sucesso. Há uma tendência em ignorar as obras realmente boas, infelizmente. Mas gostei do lado negro para que tende a sua escrita.

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide