Novidades do Grupo Planeta para a próxima semana

São 5 as novidades literárias a chegar às livrarias na próxima semana com a chancela da Planeta: O Livro Inacabado de Dickens, A Abadia Profanada, A Cidade de Vidroe os 2 primeiros livros da colecção BAT PAT (Planeta Junior).

O Livro Inacabado de DickensBaseado em factos verídicos e partindo da obra O Mistério de Edwin Drood, de Charles Dickens, Matthew Pearl reabre um dos maiores mistérios da história da literatura e retoma uma velha curiosidade com décadas de existência.

«Dickens não poderia ter feito melhor.» | Globe & Mail
«Altamente recomendado.» | Library Journal

Quando morreu, em 1870, Charles Dickens estava a escrever O Mistério de Edwin Drood, um romance policial, novidade na altura, a pedido do seu amigo Wilkie Collins. Com 6 capítulos finalizados, a história ia apenas a meio. Como quereria Dickens terminá-la ninguém sabe, embora muito se tenha especulado desde então.

Em O Livro Inacabado de Dickens, Matthew Pearl parte deste acontecimento inesperado para recriar a Londres vitoriana, com capas e bengalas e candeeiros a gás, para mergulhar nos antros de ópio da cidade londrina, para desmontar a pirataria e a rivalidade literária entre Boston e Londres e para rever toda a obra do grande romancista inglês. Tudo isto ganha vida no romance de Matthew Pearl.

Fazendo uso de flashbacks, o autor vai intercalando figuras históricas, como Osgoog, editor da Fields & Osgood, com personagens ficcionadas, factos reais com situações imaginadas, muita intriga, homicídios, reviravoltas inesperadas e até um louco que diz que se chama Dick Datchery, uma personagem do romance incompleto de Dickens.

Quando a notícia da morte inesperada de Dickens chega aos escritórios da sua editora em Boston, Osgoog decide partir para Londres na esperança de encontrar o manuscrito de Dickens. Para ele, não se trata apenas de resolver um mistério mas também de uma tentativa de salvar a sua editora da ruína financeira em que se encontra.

Mas localizar a continuação do romance de Dickens revela-se mais difícil e perigoso do que Osgood inicialmente previra. E, afinal, haverá conclusão para a história iniciada por Dickens?

Charles Dickens é um nome incontornável da literatura anglo-saxónica. Os títulos dos seus livros formam uma enorme lista de êxitos, Oliver Twist, David Copperfield e Grandes Esperanças, entre outros.

A Abadia Profanada

Montserrat Rico Góngora estreou-se entre nós com Passageiros da Neblina, um romance que, segundo Vítor Quelhas (no Expresso), «embora por vezes denso, interessa não só aos leitores de literatura histórica e de mistério mas também aos mais fascinados pelo esotérico e o romântico.»

A Abadia Profanada, tal como o anterior livro da autora, é um romance baseado em factos reais. A história parte de um acontecimento histórico, a visita de Heinrich Himmler, um dos homens mais poderosos da Alemanha Nazi, em Outubro de 1940, à abadia de Montserrat (em Barcelona) e desenrola-se em torno da demanda do Santo Graal. Diz a lenda que o Cálice Sagrado foi levado para o Mosteiro de Montserrat pelos últimos templários e que aí foi escondido numa das grutas da montanha.

Partindo deste acontecimento, que supostamente fazia parte das investigações acerca da localização do Santo Graal, algo que há muito fazia parte dos planos do regime Nazi, Montserrat investigou a obsessão de Himmler em torno do Santo Graal, chegou à fala com um monge que o conheceu e teceu uma história onde se vislumbram as tendências esotéricas do regime chefiado por Hitler.

Numa entrevista da autora concedida a Europa Press, Rico Góngora assegurou que o Nazismo «procurava um talismã que o ajudasse a vencer a guerra e a prolongar o Reich» e, por ele, lançou-se numa busca em diferentes pontos da Europa.

A história tem início na violenta discussão entre Himmler e o monge Ripoll, em Montserrat, cuja visita a Barcelona acabou eclipsada devido ao facto de ter tido lugar no mesmo dia em que se deu o encontro entre Franco e Hitler, em Hendaya, e prossegue com Montserrat Rico Góngora a reconstruir toda uma época determinante para um novo rumo mundial.

Sobre Montserrat Rico Góngora
Montserrat Rico Góngora nasceu em Barcelona, em 1964, embora tenha residido sempre em Badalona. É colaboradora habitual de numerosas revistas (Alhora, Historia y Vida e Andalucía en la Historia) e de programas de rádio. Participa activamente em tertúlias literárias, oficinas de escrita e júris de certames literários.

Como escritora, publicou narrativas, relatos breves, literatura juvenil e poesia. A sua obra valeu-lhe o prémio dos XXXIII Jogos Florais de Campo de Cartagena, bem como o Prémio Palco, como reconhecimento da sua trajectória profissional.

O romance A Abadia Profanada é um grande êxito, quer de vendas quer da crítica; a qualidade da sua escrita foi salientada em meios de comunicação como The Independent, La Stampa e L’Express.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Kisa
Kisa
11 anos atrás

O Pearl é muito bom. Adorei o Clube de Dante de sua autoria.

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide