Opinião: “Sangue-do-Coração” de Juliet Marillier

Sangue-do-Coração
Juliet Marillier

Editora: Bertrand
Nº de Páginas: 400

Sinopse: Uma flo­resta assom­brada. Um cas­telo amal­di­ço­ado. Uma jovem que foge do seu pas­sado e um homem que é mais do que parece ser. Uma his­tó­ria de amor, trai­ção e reden­ção… Whis­tling Tor é um lugar de segre­dos, uma colina arbo­ri­zada e mis­te­ri­osa que alberga a for­ta­leza dete­ri­o­rada de um chefe tri­bal cujo nome se pro­nun­cia no dis­trito em tons de repulsa e de amar­gura. Há uma mal­di­ção que paira sobre a famí­lia de Anluan e o seu povo; os bos­ques escon­dem uma força peri­gosa que pro­nun­cia des­gra­ças a cada sus­surro. E, no entanto, a for­ta­leza aban­do­nada é um porto seguro para Cai­trin, a jovem escriba inqui­eta que foge dos seus pró­prios fan­tas­mas. Ape­sar do tem­pe­ra­mento de Anluan e dos mis­te­ri­o­sos segre­dos guar­da­dos nos cor­re­do­res escu­ros, este lugar há muito temido pro­vi­den­cia o refú­gio de que ela tanto pre­cisa. À medida que o tempo passa, Cai­trin aprende que há mais por detrás do jovem des­feito e dos estra­nhos mem­bros do seu lar do que ela pen­sava. Poderá ser ape­nas atra­vés do amor e da deter­mi­na­ção dela que a mal­di­ção será des­feita e Anluan e a sua gente libertados…Opinião: Juliet Marillier é uma grande autora do Romance Fantástico. Dela, ainda só li os quatro livros de Sevenwaters e li agora este. A autora não desilude, pelo contrário, consegue mostrar uma outra faceta sua.

Whistling Tor é um sítio deveras especial. Aliás, todo este romance tem contornos de uma magia para além do nosso alcance. Consegue pretender a nossa atenção rapidamente e fica difícil largar a leitura até para sair do comboio! É uma história diferente das habituais, em que o rapaz não é um Deus grego, não é de uma beleza extrema nem de uma postura admirável, mas acaba por ser muito mais do que isso. Ela, como nos tem habituado Juliet Marillier, é uma personagem forte, que luta contra os seus demónios e contra o seu passado recente tortuoso. Quando a vida de Anluan e Caitrin se cruzam, eles mal podiam prever o efeito que iam ter um no outro.

É um romance que à partida temos a sensação que vai acabar bem, mas que mesmo assim nos compele a ler e ler. Juliet Marillier é uma mestre de contar histórias que nos vai surpreendendo a cada livro com uma componente nova. Também “o mau da fita” nos parece bastante óbvio desde o início, embora seja ignorado durante grande parte da trama sendo desvendado quase no fim sem grande surpresa.

Mas o que torna este romance mesmo especial e diferente é a diversidade de personagens, as suas relações e personalidades, e, principalmente, os cenários criados. Com a narração na primeira pessoa, a autora consegue transportar-nos para aquele mundo e quase conseguimos sentir como as personagens sentem. Os seus medos, a sua luta pela esperança, o quererem acreditar. É um livro que nos mostra que a esperança pode ser a chave fundamental para o nosso sucesso pessoal.

Um livro bastante bom, levou-me apenas dois dias a lê-lo e só posso ansiar por mais livros desta autora.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
5 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Patrícia Cálão
Patrícia Cálão
11 anos atrás

Estou agora a ler este livro. Espero gostar tanto como tu!

Beijinhos!

Morrighan
Morrighan
11 anos atrás

Espero que gostes mesmo =)

beijinho!

Jojo
Jojo
11 anos atrás

Adoro Juliet Marilier!
Brilhante mesmo!
Vou ver se leio a trilogia de Sevewaters este Verão!

Bjinhos*

Vitor Frazão
Vitor Frazão
11 anos atrás

Acabei de ler e embora não seja dos melhores trabalhos de Marillier (Morrighan se gostaste deste espera até leres a Saga das Ilhas Brilhantes ou as Crónicas de Bridei), está longe de ser o pior. De qualquer modo, esta autora, mesmo no seu pior momento, continua a ser melhor que a média.

Realmente, o "mau-da-fita" é evidente desde o início, para não falar que a história de amor é um bocado forçada, não tendo o habitual lento desenvolvimento psicológico que estamos habituados com a autora e que normalmente fortalece a base do romance.

Pessoalmente, acho que o livro vale pelas extraordinárias personagens sobrenaturais que apresenta.

Vc
Vc
11 anos atrás

Adoro Juliet Marilier, também! A saga Sevenwaters é, na minha opinião, a melhor da autora. Mal espero para deitar a mão a este novo volume x)

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide