Opinião: ‘Beijo do Ferro’ de Patricia Briggs (Mercy Thompson #3)

Beijo do Ferro (Mercy Thompson #3)

Patricia Briggs

Editora: Saída de Emergência

Colecção: Bang!

Sinopse: Mercy Thompson é mecânica de automóveis e uma rapariga tão bela quanto independente. O seu segredo? Consegue mudar de forma. A sua perdição? Não consegue mudar de lealdade. Como tal, quando o seu antigo mentor é preso por assassínio e deixado a apodrecer atrás das grades pela sua própria espécie, Mercy está disposta a arriscar a vida numa missão solitária para limpar o nome dele. Mas a sua lealdade também vai ser testada de outros lados: os lobisomens não são conhecidos pela sua paciência e, se Mercy não se decide entre os dois de quem gosta, Sam e Adam podem fazer a escolha por ela… Com enredos tortuosos, personagens inesquecíveis e uma escrita dinâmica, Patricia Briggs eleva a fantasia urbana a novos patamares de qualidade.

Criada por lobisomens, Mercy Thompson prepara-se para a aventura da sua vida.

Opinião: Mercy Thompson é uma mulher de fibra com uma determinação de ferro. Depois de dois volumes em que ela arranjou maneira de se ver envolvida em sarilhos, neste terceiro não é diferente. Estranhas mortes acontecem na reserva feérica e Mercy é chamada por Zee para, com o seu tremendo olfacto, tentar identificar o assassino.

Zee é um ser feérico que se veio a tornar um mentor para Mercy e antigo dono da oficina que ela agora gere. Mostrou-se sempre um amigo de confiança e por umas quantas vezes ajudou-a a sair de alguns sarilhos. Desta vez é ele que se vê no meio de uma trama em que as consequências levam a que a sua cabeça esteja a prémio por parte dos Senhores Cinzentos (uma espécie de cabeça de governo dos seres feéricos). Mas estando Zee inocente, como pode Mercy deixar que ele morra?

É sabido que as várias espécies de seres sobrenaturais não se devem meter nos assuntos uns dos outros. Os Vampiros não se devem meter nos assuntos dos lobisomens e vice-versa e o mesmo se aplica às interações com os seres feéricos. Mas estando Mercy em possível perigo, como pode Adam, que a declarou como sua parceira, deixá-la à sua própria mercê?

Esta obra destaca-se das anteriores por ter uma componente psicológica muito mais forte. Os acontecimentos ocorridos durante toda a acção conseguem mexer com o nosso sistema nervoso e a ligação com a personagem principal torna-se muito mais forte. A autora conseguiu com que se havia algumas reservas em relação à Mercy, essas desapareceram pois é impossível ficar indiferente.

Mais um livro fantástico de leitura compulsiva que nos prende do início ao fim.

Opiniões dos livros anteriores:

O Apelo da Lua

Vínculo de Sangue

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide