Opinião: ‘Senhor Monstro’ (John Cleaver #2) de Dan Wells

Senhor Monstro (John Cleaver #2)

Dan Wells

Editora: Contraponto

Sinopse: Em Não Sou Um Serial Killer, ficámos a conhecer John Wayne Cleaver, um rapaz bem-comportado, tímido, reservado (e obcecado com a morte, mais especificamente com homicídios), que salvou a sua cidade de um assassino ainda mais aterrador que os serial killers que estuda obsessivamente.

No entanto, como rapidamente descobre, até os demónios têm amigos, e o desaparecimento daquele que John matou atraiu outro monstro ao condado de Clayton. As suas vítimas vão aparecendo na casa mortuária onde John trabalha, e ele tenta resolver o mistério, uma vez mais. Desta vez, contudo, há uma diferença: John já provou o sabor da morte, e a parte mais escura da sua personalidade pode descontrolar-se, com consequências imprevisíveis mas muito perigosas.

Ninguém em Clayton estará seguro se John não conseguir derrotar estes dois adversários tremendos: o demónio desconhecido que tem de caçar, e o seu próprio demónio interior – a criatura sedenta de sangue a que ele chama «Senhor Monstro»…

Opinião: Não Sou Um Serial Killer foi para mim um dos livros ano de 2012. Conheci o nosso John Cleaver e lembro-me de já nessa altura ter sentido grande compulsividade na leitura ficando, no fim, ávida por novos desenvolvimentos. Finalmente me vi com a sequela na mão, Senhor Monstro, e foi impossível não devorá-lo. Dan Wells não me desiludiu e conquistou um respeito ainda maior pela sua escrita.

John tem as suas regras. Apesar de ter consciência que é um sociopata e que despertou a fome do Senhor Monstro com a morte do demónio anterior, continua com o trabalho incansável de ir contrariando todos os seus instintos primários. O importante para ele é ter consciência de que ele e o Senhor Monstro mantêm-se separados e que é John quem detém as rédeas do domínio.

E tudo até vai correndo bem até que novos corpos começam a aparecer exactamente em locais onde ele se encontra em actividades de lazer. Para piorar a situação, os seus sonhos recorrentes em que tortura Brooke, a rapariga mais gira da escola e que por sinal gosta dele, começam a atormentá-lo cada vez mais, aumentando a ansia do Senhor Monstro em voltar a agir.

A trama desenvolve-se a muito bom ritmo e é impressionante a carga psicológica que o autor, de forma subtil e descontraída, sem tornar o livro pesado, impregna nos acontecimentos. Toda a informação que vamos acumulando sobre os serial killers e sociopatas é ao mesmo tempo fascinante e aterrorizador. O leitor sente-se em constante sobressalto, pois a instabilidade de John é cada vez maior e mesmo quem está deste lado não sabe se quer que ele mate de uma vez ou se resista.

Extremamente bem escrito e com personagens interessantes, os cenários do Senhor Monstro tornam-se irresistíveis. A leitura flui sem nunca se tornar aborrecida e a curiosidade alimenta a vontade de seguir em frente na vida deste adolescente de dezasseis anos. Recomendo vivamente.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!