Opinião: Corações Gelados de de Laurie Halse Anderson

Corações Gelados

Laurie Halse Anderson

Editora: ASA

Chancela: Livros Com Sentido

Sinopse: «Eu sou aquela rapariga. Eu sou o espaço entre as minhas coxas, a luz do sol a derramar-se entre elas. Eu sou a auxiliar de biblioteca que se esconde na “Fantasia”. Eu sou a aberração de circo enclausurada em cera. Eu sou os ossos que eles querem, ligados num molde de porcelana.» Viajei na terra dos Corações Gelados devido às inúmeras leitoras que me escreveram a contar a sua luta com distúrbios alimentares, automutilação e sensação de andarem perdidas. A sua coragem e sinceridade puseram-me no caminho para encontrar Lia e ajudaram-me a compreender a sua devastação. Embora não seja uma história da vida real, Lia foi inspirada nessas leituras, e por isso lhes estou muito grata.

Opinião: Existem leituras que marcam temporariamente, outras que deixam “cicatrizes” para a vida inteira. Estas últimas são aquelas que por muito tempo que passe não nos conseguimos esquecer delas, que estão sempre connosco. Nem todas as cicatrizes são necessariamente más, algumas apenas servem para nos lembrar de coisas que por uma razão ou outra decidiram deixar-nos a sua pegada para aprendermos com elas. Corações Gelados é uma destas leituras. Intensa, emocionante e extremamente real.

Lia é uma jovem como tantas outras por que passamos na rua todos os dias. Estudante, filha de pais separados e com uma percepção da sua imagem e da sua pessoa completamente distorcida. A história começa com a morte de uma grande amiga sua com a qual não convivia há alguns meses. Companheiras de imensas aventuras, inclusivé das menos boas, desde crianças, o choque que esta morte traz a Lia acabará por mudar a sua vida para sempre.

Distúrbios de Alimentação é um tema sensível que pode chocar muitas pessoas, mas que é real. A distorção psicológica que se opera na mente de tantos elementos da sociedade pode ser incompreendida, mas não deixa de existir na mesma. A narrativa da autora para além de ser extremamente acutilante é muito expressiva e consegue chegar ao nosso âmago abalando-o e despertando-nos para uma outra realidade.

Esta passagem marcou-me especialmente: “Não há cura mágica, não se consegue fazer desaparecer tudo para sempre. Há somente passinhos para cima; um dia mais fácil, um riso inesperado, um espelho que já não se importa.” E realmente não há muito mais a dizer quando terminamos esta leitura.

Depois de uma obra fantástica com Grita, Laurie Halse Anderson traz-nos outro livro soberbo, bem escrito e com uma história que não deixará niguém indiferente. Adorei.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vera N. (Sinfonia dos Livros)
Vera N. (Sinfonia dos Livros)
8 anos atrás

Olá 🙂

Tenho um selo para ti no meu blog

http://sinfoniadoslivros.blogspot.pt

Beijinhos

Morrighan
Morrighan
8 anos atrás

Olá Vera!

Muito obrigada :)) Vou lá espreitar!

Beijinho e boas leituras!

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide