Escrito Aleatório EXTRA: Quando recebes a tua primeira avaliação como docente do Instituto Superior Técnico

Foi assim que começou o 2º Semestre de 2012/2013 – a Sofia Teixeira como professora de Aulas Práticas da cadeira de Compiladores no Instituto Superior Técnico. Toda esta história tem muito que se lhe diga e penso que o objectivo deste post é mesmo reflectir que por vezes encontramos valorização e realização em coisas inesperadas, em decisões que nem sempre eram as que desejávamos na altura.

Em Janeiro de 2013 candidatei-me para dar aulas práticas de outras duas cadeiras que não esta. Só tinha três opções e na altura achava que apenas me daria bem a leccionar as outras duas. O que é certo é que na lista de prioridades (dado o grau académico e cedência gratuita de docência) acabou apenas por sobrar uma posição para dar Compiladores. Na primeira abordagem que me fizeram para saber o meu interesse em dar a cadeira disse algo do género: ‘Não, muito obrigada, mas já tive a cadeira há tanto tempo que talvez não me fosse sentir muito à vontade a dá-la.’ Burocracias para aqui, burocracias para ali, eis que recebo um mail do responsável da cadeira, uns 5 ou 6 dias antes das aulas começarem, a pedir-me para ir falar com ele – ao que parece o rapaz que tinha ficado com a posição das aulas práticas não ia poder leccioná-las e como eu tinha mostrado disponibilidade em dar outras aulas…

… Pois claro, acabei por aceitar e um pouco a medo lá apareci eu na Segunda-feira seguinte, pronta a dar quatro horas e meia de aulas seguidas, ou seja, três turnos seguidinhos. Enquanto aluna, Compiladores não foi uma cadeira que tivesse despertado em mim Aquele gosto, mas o que é certo é que agora noutra perspectiva acabei por me divertir a relembrar a matéria, a preparar as aulas, embora nem sempre a dá-las… Confesso que houve alturas, enquanto pensava na matéria da próxima aula, em que entrei um bocado em pânico ‘eu não me lembro disto!!!’, mas nada como abdicar do fim-de-semana para preparar bem as aulas, rever tudo, tentar imaginar que dúvidas podem surgir, tentar arranjar esquemas de resolução para fácil associação de problemas/solução, etc etc.

A experiência acabou por ser imensamente gratificante e hoje em dia dou graças por o universo se ter alinhado, mesmo contra minha vontade na dita cuja altura, e me ter proporcionado esta oportunidade. Não sei se sabem, mas no final de cada semestre existem os inquéritos QUC – Qualidade de Unidade Curricular, em que tanto a cadeira como os respectivos docentes são avaliados. Ao longo do semestre por vezes relembravam-me ‘Ihh, Sofia, vais ser avaliada, não tens medo?’ Oh pessoas, é claro que estava mais do que receosa, mas nem me atrevia a pensar nisso, dava o meu melhor e havia de ser o que os alunos achassem justo…

Parece que a justiça divina sempre existe e TODO o esforço foi recompensado. Mega distraída e a mil à hora como ando sempre, só esta semana é que consultei o resultado dos QUC, que são públicos, e não é que me deparo com um 8.62 em 9 ??? Talvez a vocês este número não vos diga nada, mas eu saltei da cadeira quase histérica, a gritar dentro da minha cabeça e a fazer danças imaginárias! A minha primeira avaliação como docente tinha sido… UM SUCESSO! E claro, completamente inesperada/surpreendente. Não que eu achasse que tivesse corrido mal, mas por que não fazia mesmo ideia do que ia sair dali. Os alunos nem sempre nos dão grande feedback!

Sei que adorava repetir o processo. Este semestre não estou a dar aulas, nem sequer sei como será o meu futuro no próximo mês, mas se tirar um doutoramento e tornar-me investigadora/professora já era um objectivo, depois deste último semestre tornou-se numa espécie de certeza de que foi para isto que fui feita. Adoro o mundo da investigação (conto já com um paper numa conferência nos EUA, dois posters, a minha tese de mestrado está em dois laboratórios no Brasil, estamos a preparar mais um artigo todo xpto, etc.) e ser professora foi das melhores sensações de sempre.

Não sei o que o futuro me irá trazer, tenho um contrato a acabar este mês e a resposta da FCT ainda deve demorar imenso tempo, mas por tudo o que vivi até agora, já valeu a pena todo o desespero, todo o stress, mas também todas as gargalhadas e dedicação, principalmente este último.

E pronto, era isto que tinha para partilhar convosco: uma experiência que ao início até recusei, mas que se revelou num sentimento de gratidão brutal e ainda na certeza de que era disto que gostava de fazer no futuro enquanto profissional – investigação e docência. Adoro ensinar e constatar a evolução dos alunos. Veremos se realizarei esse sonho ou se a vida me trocará as voltas e me obrigará a tomar outros rumos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
helena frontini
helena frontini
7 anos atrás

PARABÉNS! Sim, sei bem o que isso significa. Quantas vezes passei a adorar um autor que pensava detestar, porque sabia que tinha de incutir nos alunos esse gosto. De cada vez que me dizem que me brilham os olhos a dar uma matéria sinto que todos os sacrifícios desta profissão valem a pena.

MC
MC
7 anos atrás

Sofia estamos todos (Céu, Lino e Pedro) muito felizes por ti. Parabéns

Morrighan
Morrighan
7 anos atrás

Helena, muito obrigada!! Vale mesmo :))

MC (Céu, Lino e Pedro), que surpresa maravilhosa! Fiquei mesmo contente com este comentário agora. Muito obrigada! Um grande beijinho cheio de saudades!

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide