[Queres é (a) Letra!] Especial Exclusivo – azul-revolto – Ouija – Diaphanous Gaze

Diaphanous Gaze é o single de estreia deste EP, que já toca na Antena 3 e que tem estado nas escolhas do radialista Rui Estêvão, mas que também já marcou presença na RUC e na RUM. Para muitos, poderá ser uma surpresa este destaque, mas para mim é apenas sinónimo de que o que é belo e tem qualidade está a ser reconhecido. Com as suas características, e sendo a última faixa de Ouija, acaba por representar uma espécie de final de viagem, mas que deixa a desejar o início de um novo começo. É como um culminar de todas as emoções até agora acumuladas, que se pretendem expulsar num último fôlego de êxtase, expurgando fantasmas, preparando-se para seguir em frente. É uma faixa muito bonita, com uma aura sedutora inegável. 

Talvez seja uma interpretação demasiado, mas Ouija, para mim, é o resultado de um trabalho muito mais complexo do que possa parecer, inicialmente, prestando atenção apenas à composição técnica de cada música. Tudo conjugado, a componente electrónica com a vocal, incluindo ecos e distorções, envolve o ouvinte num ambiente de luxúria, prazer, magnetismo, mas também uma boa dose de tormenta, de uma sensação de insatisfação e de aperfeiçoamento. Os meus sinceros parabéns por uma estreia tão audaz e consistente.

Underneath the nightmare

beacons a blinding light

I took them apart

insomnias ago,


and now..


Still getting the way of

a sun melted mirror

it’s like i don’t belong

inside of this ghost.


Underneath the nightmare

beacons a blinding light

I took them apart insomnias ago,


and now..


still getting the way of

a sun melted mirror

it feels dearly wrong

so it’s time to go



walking fast, are we there yet?

two steps to go

two steps to go

my love.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide