First Breath After Coma, Motorama, The Last Internationale e Psychic Ills no Vodafone Paredes de Coura

Podia começar aqui a dizer o quão contente estou com Motorama, etc etc, mas na verdade o que eu quero mesmo é destacar a presença dos First Breath After Coma num dos palcos do Paredes de Coura. Há dois anos estiveram na vila, para um concerto em que todos deliraram, e eis que com a saída do segundo disco – Drifter – conquistam um lugar onde muito sonham chegar. O percurso da banda tem sido de um crescimento notável e não tenho dúvida alguma que de entre as presenças de nacionalidade portuguesa serão aquela que mais irá marcar o festival. Deixo-vos com as restantes informações oficiais sobre as confirmações.

Os russos Motorama, o rock experimental dos Psychic Ills, os explosivos The Last Internationale e os portugueses First Breath After Coma são as mais recentes confirmações para o Vodafone Paredes de Coura 2016.


Antes do segundo trabalho, “Calendar”, editado em 2012, os Motorama ainda podiam ser vistos como um segredo bem guardado. De Rostov-On-Don, no sul da Rússia, para o mundo, o rock proeminente das primeiras gravações abriu caminho a um pop romântico e melódico. Além de receber o aplauso da crítica, “Calendar” abriu portas à reedição do primeiro álbum da banda, “Alps”, o brilhante e melancólico registo, de 2010. “Poverty” chega em 2015 e partilha a produção fantástica de seu antecessor, num trabalho de melodias e movimentos implacáveis. A já banda de culto volta a focar-se no mais clássico e essencial – a canção – e está pronta a apresentá-la na 24ª edição do Vodafone Paredes de Coura.


Formada em 2003, a banda nova-iorquina Psychic Ills editou “Dins”, o primeiro grande registo, em 2006, ao qual se seguiu o improvisado “The Mirror Eye”. Com uma abordagem mais simplificada e acessível, chegou “Hazed Dream”, em 2011 e, dois anos mais tarde, “One Track Mind”, com produção a cargo de Neil Michael Haggerty. Este ano, já foi possível ouvir “I Don’t Mind”, que conta com a participação especial de Hope Sandoval e serve de aperitivo ao novo álbum “Inner Journey Out”.


Foi também em Nova Iorque que Delila Paz e Edgey Pires criaram, em 2013, os The Last Internationale, conhecidos como autores de poemas com consciência social e responsáveis por explosivas atuações ao vivo. Numa mistura de hard rock, metal alternativo, rock alternativo e pós-grunge, editaram, em 2014, “We Will Reign”. O registo fresco e cru contou com a energia de Brad Wilk, baterista dos Rage Against the Machine que gostou do grupo o suficiente para se tornar membro permanente da banda. “This Bootleg Kills…Vol 1”, de 2016, é uma coleção de raridades e gravações ao vivo fiéis à natureza da banda, pronta para fazer a revolução.


Os portugueses First Breath After Coma chegam prontos para brindar o Vodafone Paredes de Coura com o seu pós-rock delicado. Depois do primeiro trabalho ser uma surpresa auspiciosa de cruzamento da influência pós-rock com o formato canção, a banda trabalhou em novas experiências e deu forma a “Drifter”. O mais recente trabalho foi parcialmente financiado por fãs, que responderam de forma massiva ao novo lançamento.


De 17 a 20 de agosto, as novas confirmações juntam-se a LCD Soundsystem, Chvrches, The Tallest Man On Earth, Unknown Mortal Orchestra, Sleaford Mods, Minor Victoires, Sharon Jones & The Dap-Kings, The Bohicas, Portugal.The Man, Ryley Walker, Cage The Elephant, Thee Oh Sees, Suuns, Kevin Morby, Cigarettes After Sex, Lust For Youth, Orelha Negra, King Gizzard & The Lizard Wizard, Joana Serrat, Filho da Mãe & Ricardo Martins e Capitão Fausto.


Os passes gerais para a 24ª edição do Vodafone Paredes de Coura podem ser adquiridos no site oficial do festival e ainda em BOL.pt, Ticketscript, Seetickets e locais habituais (FNAC, CTT, El Corte Inglés, Worten,…) pelo preço de 90,00€.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide

    Categorias do Blog

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!