Sugestões de Natal, por João Morales: Grande, de André Ducci

Grande

André Ducci

Polvo

24 págs

9,90 euros

Composto sem uma única palavra, este livro foi pensado de raiz para ser apreciado por crianças que ainda não dominam a linguagem escrita, permitindo uma enorme liberdade na construção, interpretação e narração da história. Contudo, a beleza e a imponência das imagens, facilmente fará com que Grande, segundo título de André Ducci publicado em Portugal, possa vir a integrar as prateleiras de livros ilustrados que fazem as delícias dos adultos.

A narrativa parte da deambulação de uma figura semelhante a um dinossauro, construída com linhas rectilíneas, movendo-se num ambiente pautado por grandes manchas de cor. Estamos no universo pictórico habitual deste autor, cujos trabalhos muitas vezes remetem para as grandes tapeçarias persas, pela articulação cromática e pela inserção das figuras no fundo.

Há uma calma no seu desenho que espelha os cenários onde decorre a acção (os mais atentos estarão recordados de No Fim do Mundo, história situada na Antártida que marcou a sua estreia na edição portuguesa). Se juntarmos a isso as várias vezes que Ducci opta por desenhar animais, começamos a intuir uma reflexão sobre a presença humana, em diferentes cambiantes.

Desta vez, há um entendimento mais profundo que remete para a questão ecológica, para a intromissão do Homem no habitat natural de tantas espécies, ou até mesmo para a ancestral intenção de concentrar em si mesmo (num antropocentrismo exacerbado) as valências e as decisões de um planeta habitado por outras espécies.

As sequências das roldanas remetem para o mítico filme de Charles Chaplin, Tempos Modernos, mas também há qualquer coisa de Metrópolis, obra emblemática de Fritz Lang, no elemento maquinal e em toda a transformação que ele implica, face às primeiras páginas. Será interessante, perceber como as crianças vão lidar com esta surpresa na história, um volte-face que anula qualquer hipótese de um Éden eterno e equilibrado, como nunca o conhecemos.

João Morales

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide