Entrevista a Filipe Faria – Início da Colecção ‘Felizes Viveram Uma Vez’

Com o início de uma nova série do autor Filipe Faria, achei que seria giro fazer uma nova entrevista em que o autor nos fala um pouco sobre a mesma. Espero que gostem.

Feira do Livro de Lisboa 2012

‘Felizes Viveram Uma Vez’ é a tua nova série na Presença com direito a colecção com o mesmo nome. Explica-nos o seu conceito.

A série trata de um grupo de personagens, constituído por cinco figuras do imaginário popular europeu, e das suas aventuras num mundo em que as estórias dos contos de fadas coexistem num universo partilhado. Estórias essas que, por alguma razão, acabaram da pior forma possível e cujos finais nada felizes cunharam a atmosfera soturna e desesperante desse mundo.

Quantos volumes contas escrever desta colecção?

Ainda é cedo para dizer, mas não sou propriamente conhecido por séries curtas, por isso uma trilogia é que não vai ser.

Há quem associe o teu livro à série televisiva ‘Era Uma Vez/Once Upon a Time’. Já viste a série? Houve algum propósito no timing em que lançaste esta tua obra?

Não acompanho, mas conheço o suficiente para afirmar com segurança que os dois não se sobrepoem. Tenho plena consciência de que o conceito de um mundo em que contos de fadas coexistem não é novo, nem tão pouco o de contos de fadas que acabaram mal. O que eu quis fazer foi um mundo em que os contos acabaram mal, sim, mas por uma razão, e em que quase se derruba a quarta parede devido à noção quase metaliterária que algumas personagens têm daquilo que se está a passar com elas e com o mundo que as rodeia.

(E sim, a decisão de lançar o livro nesta altura foi intencional, com as séries que presentemente temos na televisão e com a batelada de filmes baseados em contos de fadas que aí vêm.)

Qual a tua personagem favorita? Porquê?

Não tenho, mas posso adiantar que me deu um gozo tremendo escrever a Capuchinho no primeiro volume, por ser a única que consegue desanuviar um pouco a atmosfera. De realçar também a sensação de dever patriótico cumprido que senti ao apresentar o Mama-na-Burra a uma nova geração de leitores.

Pelo estilo da capa, há quem possa pensar que desta vez pretendes atingir um público alvo mais novo. Queres esclarecer esse aspecto?

Foi um risco não-tão-calculado. Quis que a nova série se distinguisse das Crónicas também a nível gráfico, e achei que o estilo mais cartoonesco do Pedro Potier se adequava a um mundo populado pelas estórias da nossa infância, embora o livro não seja de todo para crianças. A sério, não o comprem para uma criança, a menos que lhe queiram explicar como se apanha sífilis, ou por que razão dói tanto esfregar sal grosso em carne viva.

Apesar de ter saído apenas a semana passada, já tens algum feedback sobre o Perraultimato?

Ainda não. Não sejam tímidos.

Para quando o próximo volume? Já começaste a escrevê-lo?

Estou quase a começar. Não ponho de parte a possibilidade de poder sair ainda este ano, mas a calendarização dos volumes também vai depender em grande parte da adesão dos leitores.

Mais sobre o autor no blog Morrighan

Entrevistas:

Conhecer o Filipe Faria

10 Anos Após o Início das ‘Crónicas de Allaryia’

Opiniões:

A Manopla de Karasthan

Os Filhos do Flagelo

Marés Negras

A Essência da Lâmina

Vagas de Fogo 

O Fado da Sombra

Oblívio

O Perraultimato

Outros:

A ‘Manopla de Karasthan’ de Filipe Faria está de Parabéns!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Subscrever
Notificar-me de
guest
3 Comentários
Mais antigo
Mais recente Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Páginas Soltas
Páginas Soltas
9 anos atrás

Olá!

Vim espreitar o teu blog,está muito giro:)

Bjs

http://paginassoltas-cc.blogspot.pt/

Morrighan
Morrighan
9 anos atrás

Olá!

Também já fui espreitar o teu 🙂 Tens mais uma seguidora!

Beijinhos e obrigada!

Vitor Frazão
Vitor Frazão
9 anos atrás

Tendo em conta que fizeram uma colecção de propósito nunca poderia ser uma saga pequena…

http://www.goodreads.com/book/show/13633690-o-perraultimato

  • Sobre

    Olá a todos, sejam muito bem-vindos! O meu nome é Sofia Teixeira e sou a autora do BranMorrighan, o meu blogue pessoal criado a 13 de Dezembro de 2008.

    O nome tem origens no fantástico e na mitologia celta. Bran, o abençoado, e Morrighan, a deusa da guerra, têm sido os símbolos desta aventura com mais de uma década, ambos representados por um corvo.

    Subscritores do blog

    Recebe notificação dos novos conteúdos e partilhas exclusivas. Faz parte da nossa Comunidade!

    Categorias do Blog

    Leituras da Sofia

    Apneia
    tagged: currently-reading
    A Curse of Roses
    tagged: currently-reading

    goodreads.com

    2021 Reading Challenge

    2021 Reading Challenge
    Sofia has read 0 books toward her goal of 40 books.
    hide